Busca avançada
Ano de início
Entree

Influências napoleônicas e transformações no ensino superior francês (e brasileiro): arranjos e respostas organizacionais na contemporaneidade

Processo: 19/04572-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 15 de setembro de 2019
Vigência (Término): 15 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Antropologia Urbana
Pesquisador responsável:Helena Maria Sant'Ana Sampaio Andery
Beneficiário:Helena Maria Sant'Ana Sampaio Andery
Anfitrião: Monica Raisa Schpun
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS), França  
Assunto(s):Pensamento   Ensino superior   Contemporaneidade

Resumo

Parte de um programa de estudo mais amplo vinculado à minha tese de livre docência, o qual busca compreender a natureza, o alcance e a permanência de elementos de influências napoleônicas nos arranjos e respostas organizacionais dos sistemas de ensino superior na atualidade, este projeto de pesquisa focaliza o ensino superior francês. De uma perspectiva comparada, busco responder: i) que elementos de influências napoleônicas permanecem nos sistemas de ensino superior francês e brasileiro? ii) em que medida essa resiliência interfere em suas dinâmicas institucionais e respostas organizacionais? iii) que elementos de outros modelos de ensino superior se mesclam aos do napoleônico na França e no Brasil? iv) que modelos de universidade sustentam (ou impedem) os processos de mudança do ensino superior em ambos os países? A hipótese central é que as transformações no ensino superior brasileiro não alteraram seu padrão de regulação nem suas dinâmicas institucionais que conservam elementos de influências napoleônicas em três aspectos: i) na centralidade do título de bacharel na hierarquia acadêmica; ii) na organização do sistema em faculdades de formação profissional; iii) no controle do governo central. Minha questão de pesquisa levou à escolha do Centre de Recherches sur le Brésil colonial et Contemporain / EHESS, para desenvolver a parte relativa ao ensino superior francês. O reconhecimento internacional da EHESS e a ampla rede acadêmica que mobiliza, as contribuições da supervisora, Dra Mônica Raisa Schpun, e de outros colegas, são fundamentais para viabilizar a realização desta pesquisa de caráter qualitativo que envolve a recuperação do debate acadêmico contemporâneo e entrevistas semi-estruturadas com especialistas nos temas aqui abordados.