Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência de produtos contendo flúor e estanho na espessura da película salivar adquirida e fluoreto fracamente ligado ao esmalte - um estudo in situ

Processo: 19/11368-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Taís Scaramucci Forlin
Beneficiário:Alana Cristina Machado
Supervisor no Exterior: Bennett Tochukwu Amaechi
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Texas Health Science Center at San Antonio (UTHSCSA), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:17/24714-3 - Efeito da ordem de aplicação de dentifrícios e soluções contendo fluoretos e estanho na progressão do desgaste erosivo em esmalte e dentina bovina - estudo in situ, BP.DR
Assunto(s):Dentística

Resumo

Este estudo tem como objetivo avaliar a espessura da PEA após o tratamento com um dentifrício e enxaguatório bucal com fluoreto mais estanoso, e as quantidades de flúor solúvel em KOH no esmalte após o tratamento com estes produtos na presença e ausência do PEA. Para isso, uma ligação única de 3 fases cruzou o estudo in situ, envolvendo 12 voluntários. Os grupos experimentais serão os seguintes: B + R- escovação dentária com dentifrício F + Sn, seguida de lavagem com solução de F + Sn; R + B- enxague com solução de F + Sn, seguido de escovação com dentifrício F + Sn e C: Controle (escovação dentária com saliva artificial). As voluntárias usarão dois dispositivos mandibulares contendo 6 espécimes cada um. Os dispositivos que contêm os espécimes serão primeiramente imersos em 20ml da solução de ácido cítrico a 0,3% (pH = 2,6) por via extra-oral, por 5min. Um dispositivo será colocado na boca e permanecerá por 1h, para permitir a formação do PEA. O outro dispositivo será mantido em ambiente úmido (sem película). Depois, dois espécimes serão removidos de cada um dos dispositivos. As amostras remanescentes de ambos os dispositivos serão expostas intra-oralmente a 10 ml do enxágue por 30s ou serão escovadas por 5s com o dentifrício e a suspensão será mantida na boca até um total de 2 min, dependendo da fase de estudo. Depois, mais dois espécimes serão removidos de cada dispositivo. Na seqüência, o voluntário que realizou o enxágue vai escovar e vice-versa. Os dois espécimes finais de cada lado serão então removidos. O grupo de controle só terá 4 espécimes em cada lado e será escovado apenas com saliva e não haverá enxágue. A espessura da película será medida por microscopia confocal de varredura a laser (CLSM) e o conteúdo de flúor na solução será medido com eletrodo seletivo de flúor. Se as hipóteses de normalidade e homocedasticidade forem satisfeitas, os dados serão analisados por duas medidas repetidas ANOVA e testes de Tukey. O nível de significância será de 5%.