Busca avançada
Ano de início
Entree

Mortalidade perinatal na região metropolitana de São Paulo

Processo: 18/26696-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:Zilda Pereira da Silva
Beneficiário:Catarina Nojiri Chalita
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Sistemas de informação em saúde   Mortalidade perinatal   Morte fetal   Causas de morte   Análise de variância   Região metropolitana   São Paulo (SP)

Resumo

A mortalidade perinatal, que inclui os óbitos fetais e os neonatais precoces, representa um crescente e importante componente da mortalidade na infância, mas ainda é insuficientemente conhecida, especialmente no seu componente fetal, que é um dos problemas mais negligenciados na saúde global atual. A mortalidade perinatal é um indicador da adequação da assistência obstétrica durante o pré-natal, parto e ao recém-nascido. Objetivo: analisar a evolução e as características dos óbitos perinatais na Região Metropolitana de São Paulo e em seus 39 municípios, no período de 2008 a 2017. Materiais e Métodos: serão utilizados os microdados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) e do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC), no período de 2008 a 2017, disponibilizados pelo Datasus. Será realizada a avaliação de completude das variáveis. A análise dos dados será feita utilizando-se a distribuição dos óbitos segundo variáveis de interesse. Para análise da tendência e de magnitude, será realizado o cálculo da taxa de mortalidade perinatal.