Busca avançada
Ano de início
Entree

Triagem de isolados bacterianos com potencial para produção de pectinases, amilases, celulases e ligninases

Processo: 19/11726-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Cristina Viana Niero
Beneficiário:Guilherme Yamatogue Domênico Pinto
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Pectinas   Celulose   Bactérias   Biodegradação   Amido   Lignina

Resumo

A utilidade de enzimas microbianas em processos industriais ganhou destaque devido à sua eficácia em comparação aos catalisadores químicos além de serem consideradas de maior viabilidade ecológica. Enzimas tais como pectinase, amilase, celulases e ligninases possuem relevância em indústrias alimentícias, têxteis, de reciclagem e extração de óleo vegetal, bioetanol e síntese de fármacos. Para que tais processos sejam intensificados e melhorados, é de interesse buscar novos microrganismos que contenham enzimas robustas para sua utilização em escala industrial. Sob este contexto, alguns isolados de bactérias da família Mycobacteriaceae e do gênero Gordonia foram relatados pela capacidade de degradar diversos compostos orgânicos. O objetivo deste projeto é avaliar uma coleção de bactérias, provenientes de ambientes aquáticos e de material de compostagem da Fundação Parque Zoológico de São Paulo (FPZSP), quanto à capacidade de biodegradar os substratos: pectina, amido, carboximetilcelulose e/ou lignina. Considerando que os ambientes de origem possuem características distintas, espera-se que estes reflitam na diversidade metabólica dos microrganismos. Os isolados que apresentarem degradação de um ou mais substratos serão selecionados para estudos enzimáticos e moleculares.