Busca avançada
Ano de início
Entree

Obtenção, caracterização e carregamento de vírus autólogo por células dendríticas aDC1 para imunoterapia anti-HIV

Processo: 19/07976-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia
Pesquisador responsável:Alberto José da Silva Duarte
Beneficiário:Luanda Mara da Silva Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/25212-9 - Vacina terapêutica baseada em células dendríticas aDC1 e vírus autólogo inativado visando o controle viral de indivíduos infectados pelo HIV-1 em interrupção de terapia antirretroviral, AP.TEM
Assunto(s):HIV-1   Vacinas

Resumo

Apesar do sucesso da terapia antirretroviral no controle e redução da transmissão da infecção por HIV, existem diversos problemas ocasionados pela dependência a essa estratégia. Neste contexto, as vacinas terapêuticas oferecem umaalternativa para o controle da infecção, com potencial para permitir um tratamento estruturado com interrupções ou, até mesmo, estabelecer cura funcional ou supressão permanente e controlada da infecção. Será realizado um protocolo clínico de fase II de uma vacina terapêutica baseada em células dendríticas (DC-1), incluindo 30indivíduos recém-diagnosticados para HIV-1. A proposta deste estudo é realizar o isolamentoe aexpansão do vírus dospacientes, além de otimizar o processo de carregamentodo HIVpelas ±DCs e avaliar o impacto da vacina terapêutica nos reservatórios virais. Para tanto serãorealizadosculturasvirais expandidascom células alogênicas de doadores saudáveispara obtenção do concentrado viral, após serão testados métodos físicos e químicos para a inativação do vírus. Com o HIV inativado serão testados alternativas para otimizar a internalização pelas ±DCs. Também será avaliado o impacto da vacina terapêutica com as ±DCs-1 no reservatório viral antes e após a vacinação. Este projeto preencherá uma lacuna importante sobre o desfecho clínico da imunoterapia com células dendríticas, produzirá dados relevantes sobre o estabelecimento do reservatório viral e possível estratégia para acontenção e/ou eliminação, contribuindode forma relevante para outros estudos envolvendo vacinas terapêuticas anti-HIV.