Busca avançada
Ano de início
Entree

Diagnóstico precoce e papel da imunidade de memória em infecções pulmonares por micobactérias não tuberculosas em pacientes com fibrose cística

Processo: 19/14134-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 06 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 05 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Marcos Tadeu Nolasco da Silva
Beneficiário:Renan Marrichi Mauch
Supervisor no Exterior: Niels Høiby
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Copenhagen, Dinamarca  
Vinculado à bolsa:18/10614-0 - Resposta imune inata e adaptativa na persistência da infecção pulmonar por Pseudomonas aeruginosa produtora de biofilme na fibrose cística, BP.PD
Assunto(s):Imunidade adaptativa

Resumo

Há uma necessidade urgente em desenvolver um método para ser usado no diagnóstico de infecções precoces e latentes com micobactérias não tuberculosas em pessoas com fibrose cística (FC). A prevalência do complexo Mycobacterium abscessus (MABSC) tem crescido entre pacientes com FC dinamarqueses e o efeito na função pulmonar é devastador. Apesar do tratamento, menos de um terço dos pacientes com MABSC são capazes de eliminar a infecção, e um quarto eventualmente é submetido a transplante pulmonar ou vai a óbito. Há probabilidade de atraso no diagnóstico, reforçando a necessidade de testes diagnósticos alternativos. Aqui, pretendemos desenvolver um ensaio imunológico baseado na resposta celular, inspirado no clássico ensaio de liberação de interferon gama (IFN-³) para diagnóstico de tuberculose (TB), que melhorou os desfechos de pacientes com TB, para o diagnóstico da infecção precoce e latente com NTM. Além disso, pretendemos investigar diferenças na resposta imune adaptativa (com um foco particular em memória imunológica) contra bactérias do complexo Mycobacterium avium (MAC) e MABSC entre pacientes atendidos nos centros de referência em fibrose cística do Rigshospitalet (Copenhague, Dinamarca) e da Universidade Estadual de Campinas (CERFC), usando um ensaio de imunofenotipagem por citometria de fluxo, bem como o possível papel da vacina Bacille Calmette-Guérin (BCG) (aplicada de rotina em neonatos no Brasil, mas não na Dinamarca) nesse contexto, o que não foi investigado até o momento e pode explicar as frequências contrastantes de NTM entre esses dois centros. Este projeto é parte da cooperação já estabelecida entre os grupos de estudo em FC do CERFC e do Rigshospitalet.