Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da disponibilidade de hospedeiro e microhabitat no comportamento de cuidado parental de Telenomus podisi Ashmead e Trissolcus cosmopeplae (Gahan)

Processo: 19/16749-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 19 de agosto de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:José Roberto Postali Parra
Beneficiário:Mikaela Terra Souza
Supervisor no Exterior: Jacques Brodeur
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : Université de Montréal, Canadá  
Vinculado à bolsa:17/24164-3 - Armazenamento de Trichogramma pretiosum Riley, 1879 em baixas temperaturas como logística para liberações em programas de controle biológico aplicado, BP.IC
Assunto(s):Controle biológico

Resumo

Uma compreensão completa das estratégias de história de vida dos parasitóides é crucial para seu uso eficiente como agentes de controle biológico nos campos e estufas do mundo. Para parasitóides de ovos de percevejos, a localização do hospedeiro é dificultada pelo seu pequeno tamanho, baixa capacidade de voo e distribuição esparsa do hospedeiro. Para otimizar seus investimentos uma vez que eles encontrem hospedeiros, fêmeas de algumas espécies de vespas como Telenomus podisi Ashmead e Trissolcus cosmopeplae (Gahan) (Hymenoptera: Scelionidae) irão "guardar" a massa de ovos parasitados por até 24 h, protegendo seus filhos contra predação e superparasitismo. Estes parasitóides de proteção de crias exibem diferentes níveis de atividade, alternando entre um comportamento de repouso na massa do ovo hospedeiro e um comportamento exploratório em torno dele. Essa estratégia de exploração do hospedeiro foi estudada principalmente em condições de laboratório, mas observações recentes em ambientes controlados e naturais estão exigindo uma investigação dos fatores espaciais que influenciam a forma como os parasitóides de ovos exibem a proteção de crias. Especificamente, um ambiente pequeno e artificial parece aumentar a incidência e a duração da guarda de crias, o que poderia levar a superestimar o significado desse comportamento em campo aberto. Assim, os objetivos desta pesquisa são medir a duração do comportamento protetor ativo e inativo em diferentes combinações de placa de Petri e tamanho da massa de ovos, além de testar os efeitos específicos da espécie. A fim de verificar o efeito da disponibilidade de hospedeiro e microhabitat no comportamento de proteção de crias de T. podisi e T. cosmopeplae.