Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização do papel de Notch1, Notch2 e Rbpj na geração de células-tronco neurais derivadas de astrócitos reativos

Processo: 19/16019-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Marimélia Aparecida Porcionatto
Beneficiário:Tais Novaki Ribeiro
Supervisor no Exterior: Verdon Taylor
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Basel, Suíça  
Vinculado à bolsa:18/05846-9 - Interação de NICD com galectina-3 na indução do programa de neurogênese latente de astrócitos reativos, BP.MS

Resumo

Astrócitos são ativados por lesões no sistema nervoso central (SNC) e adquirem um estado indiferenciado, similar a células-tronco neurais. In vitro, essas células retomam o estado de multipotência e capacidade de autorrenovação, entretanto, os fatores moleculares envolvidos na desdiferenciação astrocitária são pouco compreendidos. Frente a este cenário, o presente projeto de pesquisa propõe o estudo da via de sinalização do Notch na geração de células-tronco neurais derivadas de astrócitos reativos in vitro. Por meio de modelos nocautes condicionais Notch1, Notch2 e Rbpj terão sua expressão gênica interrompida no cérebro de camundongos adultos, para a compreensão da importância de cada componente da via de sinalização do Notch na geração de astrócitos desdiferenciados. Os astrócitos serão isolados do córtex por separação de células ativadas por fluorescência (FACS) e cultivados em monocamada. A reatividade celular será induzida pelo modelo de lesão mecânica e as células-tronco neurais derivadas de astrócitos reativos serão avaliadas em seu potencial proliferativo e de diferenciação celular por ensaios de imunofluorescência e RT-qPCR.