Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da perda de superfície e da oclusão tubular da dentina, e da diferenciação celular frente à aplicação de diferentes tratamentos de uso em consultório para a hipersensibilidade dentinária, associados ou não à terapia de fotobiomodulação

Processo: 19/00549-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de outubro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Taís Scaramucci Forlin
Beneficiário:Ítallo Emídio Lira Viana
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Dentística   Oclusão dentária   Sensibilidade da dentina   Biovidro   Diferenciação celular   Terapia a laser de baixa intensidade

Resumo

Os objetivos deste estudo são: 1. verificar os efeitos de um biovidro experimental na oclusão tubular e na perda de estrutura da dentina, frente a desafios erosivos e abrasivos, comparando-o com outros produtos dessensibilizantes de consultório; 2. analisar os efeitos da associação do biovidro, e dos outros tratamentos, com a terapia de fotobiomodulação na diferenciação de células tronco pulpares, indicando potencial para formação de dentina terciária e oclusão biológica dos túbulos dentinários. Na primeira fase do estudo, os seguintes tratamentos: controle negativo (água destilada); BV: biovidro; NP: NuPro®; CXT: ClinPro" XT Varnish serão testados quanto à permeabilidade dentinária (PD) e à Perda de Superfície (PS), utilizando discos de dentina humana (1 mm). Para simular a dentina hipersensível, será aplicado solução de EDTA a 17% por 5 minutos. Após analisar a permeabilidade máxima, os fragmentos serão aleatoriamente alocados nos 4 grupos experimentais (n=12) e os respectivos tratamentos serão aplicados. Os espécimes serão, então, submetidos a uma ciclagem de erosão-abrasão por 5 dias. A PD será analisada após a ciclagem. A porcentagem de permeabilidade dentinária para cada tempo experimental será calculada em relação à permeabilidade máxima (% Lp). Serão realizadas 3 imagens de Microscopia Eletrônica de Varredura Ambiental (MEV-A) para ilustração. A PS será analisada com o perfilômetro óptico. Na segunda fase, os mesmos tratamentos serão testados, associados ou não à terapia de fotobiomodulação [PBM - laser de diodo de fosfeto de índio-gálio-alumínio, InGAlP, (660 nm, 0,028 cm2, 20 mW, 0,71 W/cm2, 5 J/cm2) 7 s, modo contínuo, pontual e em contato], quanto à diferenciação de células-tronco da polpa dentária humana. Para isso, discos de dentina (1,5 mm de espessura) serão acoplados em uma câmara pulpar artificial, de modo a permitir a investigação dos efeitos indiretos dos tratamentos nas células pulpares. Será realizado o teste de vermelho de alizarina para quantificar a densidade óptica. Os dados serão submetidos à análise estatística adequada, considerando ±=0,05. (AU)