Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de filtros coloridos no desempenho e nos movimentos dos olhos durante leitura de crianças com dislexia

Processo: 19/11168-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:José Angelo Barela
Beneficiário:Rafaela Caruso Mazzolani
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Dislexia   Desempenho motor   Compreensão da leitura   Visão   Crianças   Percepção de cor   Programas de rastreamento

Resumo

A tarefa de ler não é trivial, envolvendo diversos aspectos cognitivos e mecanismos de identificar o conjunto de letras e palavras e o significado das mesmas. Um dos mecanismos centrais envolve o uso apropriado de movimentos dos olhos. Estudos têm identificado diferenças na coordenação dos movimentos dos olhos em pessoas com dislexia, especialmente em crianças. Estratégias variadas têm sido propostas e utilizadas para amenizar as dificuldades de leitura e escrita em crianças com dislexia, envolvendo a manipulação da qualidade da apresentação de textos e/ou contexto no qual o texto é apresentado. Nesse sentido, filtros coloridos têm sido empregados provocando melhora no desempenho e fluência da leitura. Entretanto, tais manipulações também têm sido questionadas, pela falta de medidas quantitativas e entendimento dos possíveis mecanismos subjacentes a esse tipo de manipulação. Recentemente, demonstramos que o uso de um filtro verde melhorou o desempenho na leitura de crianças com dislexia. Mais importante, entretanto, foi que a melhora no desempenho na leitura decorreu de diversas características no movimento dos olhos. Apesar desses resultados promissores, há a necessidade de aprofundar o entendimento quanto à possíveis efeitos de filtros de outras cores na organização da movimentação dos olhos. Dessa forma, o objetivo do presente estudo é verificar o desempenho da leitura e examinar os movimentos dos olhos em crianças com dislexia com uso de filtros de cores diferentes. Para tanto, 20 crianças diagnosticadas com dislexia serão solicitadas a ler textos sem e com o uso de filtros nas cores alaranjado, verde e azul, variando o especto do comprimento de ondas. As crianças farão uso de um sistema para rastreamento dos movimentos dos olhos. Tempo total de leitura, número e duração de fixação, número e amplitude média dos movimentos sacádicos serão obtidos para cada condição. Comparação entre as condições (sem filtro, filtro alaranjado, filtro verde e filtro azul) será realizada para verificar possíveis efeitos da cor do filtro no desempenho e na movimentação dos olhos durante a leitura.