Busca avançada
Ano de início
Entree

Urbanismo e dinâmicas da natureza: mapeamento de movimentos contemporâneos

Processo: 19/04037-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Paisagismo
Pesquisador responsável:Luciana Bongiovanni Martins Schenk
Beneficiário:Isabella Godwin Coury
Instituição-sede: Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos (IAU). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Urbanismo   Biomimética   Produção do espaço urbano   Cidades sustentáveis   Pesquisa bibliográfica

Resumo

A partir de uma análise histórica a respeito da relação ser humano e natureza, e os fundamentos empregados para legitimar processos nesse contexto, nota-se uma segregação entre apropriações humanas dos recursos e territórios naturais e os princípios que regem o mundo natural. Tal distanciamento é abarcado e impulsionado pela ascensão do modelo econômico industrial e capitalista, baseado em um pensamento de linearidade e descarte que mantém as lógicas do sistema. Tendo em vista o descompasso entre as atividades humanas e o funcionamento do meio ambiente, começam a surgir novas propostas e soluções para o alcance de uma convivência harmoniosa. O desenvolvimento de tais teorias origina-se de uma iniciativa em escala global em busca de um futuro sustentável e, contemporaneamente, abarca em profundidade as possibilidades de uma relação de congruência entre ser humano e natureza. Tal vínculo aplicado no campo do Urbanismo e na concepção de cidades, organizações de extrema relevância a dinâmica humana, consiste em uma indagação bastante recente e em pleno desenvolvimento. A partir desse contexto, pretende-se realizar uma pesquisa de documentação de três dessas principais iniciativas contemporâneas - a Biomimética, o Cradle-to-Cradle e a Economia Circular, suas diferentes formas de abordagem em relação aos fluxos da natureza e suas possíveis aplicações na esfera do Urbanismo, no intuito de decifrar soluções alternativas para um espaço urbano em maior consonância com seu contexto natural. Assim sendo, a visualização desses novos conceitos e a compreensão desse campo ainda encoberto apresentam o potencial de alavancar debates e reflexões acerca dessas questões e de ampliar a gama de aplicações nas esferas de produção humana, principalmente, no caso da pesquisa, da produção de cidades.