Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de peptídeos sintéticos na inibição do vírus chikungunya

Processo: 19/10150-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Paula Rahal
Beneficiário:Gabriela Miranda Ayusso
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Febre de Chikungunya   Antivirais   Virologia   Peptídeos   Ácido gálico

Resumo

As arboviroses são doenças causadas por um grupo de vírus (arbovírus) que têm os artrópodes hematófagos como vetores de transmissão. Essas doenças apresentam grande impacto econômico e social, representando um grave problema de saúde pública. O vírus Chikungunya (CHIKV) é um arbovírus que pertence à família Togaviridae e é agrupado dentro do gênero Alphavirus. Até o momento, nenhuma terapia ou vacina anti-CHIKV licenciada está disponível e somente cuidados paliativos são recomendados para aliviar os sintomas. Embora a taxa de mortalidade seja modesta, a natureza debilitante e crônica e a carga econômica associada à infecção por CHIKV demostram a necessidade significativa de tratamentos ou vacinas que sejam seguros, eficazes e econômicos para reduzir a disseminação viral e limitar a carga da doença. Peptídeos e o ácido gálico (AG) apresentam ampla atividade biológica, destacando-se a antiviral. Nosso grupo descreveu recentemente a atividade anti-HCV de um peptídeo conjugado ao AG que, além de demonstrar baixa citotoxicidade, promoveu inibição viral significativa nas principais etapas do ciclo de replicação do HCV. No presente projeto, a toxicidade de oito peptídeos antivirais conjugados ao AG será determinada em células de fibroblastos renais de hamster recém-nascido (BHK-21) e células de hepatoma humano (Huh-7) pelo método de MTT (3-(4,5-dimethythiazol-2-yl)-2,5-diphenyl tetrazolium bromide). Os peptídeos que demonstrarem porcentagem de viabilidade celular maior que 80% terão sua atividade antiviral avaliada sobre o ciclo de replicação completo de CHIKV. Os peptídeos que exibirem atividade contra CHIKV serão investigados em relação ao efeito de inibição sobre as etapas de entrada (adsorção e internalização) e liberação viral. Adicionalmente, os peptídeos também serão analisados quanto ao efeito de inibição sobre a infectividade viral e em relação à capacidade de inativação direta de partículas virais extracelulares. Em todos os ensaios, a atividade anti-CHIKV será mensurada pela quantificação do RNA viral.