Busca avançada
Ano de início
Entree

Resposta da porção superior da coluna d'água na origem da Corrente do Brasil aos eventos de desintensificação da célula de revolvimento meridional do Atlântico durante os últimos 80 ka

Processo: 19/10642-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Cristiano Mazur Chiessi
Beneficiário:Tainã Marcos Lima Pinho
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/15123-4 - Perspectivas pretéritas sobre limiares críticos do sistema climático: a Floresta Amazônica e a célula de revolvimento meridional do Atlântico (PPTEAM), AP.PFPMCG.JP2
Assunto(s):Atlântico Sul   Corrente do Brasil

Resumo

A Corrente do Brasil (CB) transporta uma quantidade substancial de calor para latitudes médias do Atlântico Sul através de águas superficiais e centrais. Foi sugerido que um intervalo de desintensificação da célula de revolvimento meridional do Atlântico (CRMA) ocorrido durante a última deglaciação (i.e., Heinrich stadial 1 - HS1) produziu um significativo acúmulo de calor e salinidade na CB. Isto teria fortalecido a precipitação de verão sobre grande parte do Brasil, notadamente sobre as regiões sob influência da Zona de Convergência do Atlântico Sul. No entanto, a resposta da porção superior da coluna d'água da CB para outros eventos de desintensificação da CRMA do último período glacial permanecem desconhecidas. Visto que os HS podem, até certo ponto, ser considerados como análogos pretéritos de condições futuras uma vez que uma redução de até 44% da intensidade da CRMA está prevista para ocorrer até o final do século, um melhor entendimento das consequências que tal redução possa produzir no topo da coluna d'água se faz urgente. Esse projeto de Mestrado tem como objetivo reconstituir as condições paleoceanográficas (i.e., temperatura, estratificação, produtividade) da porção superior da coluna d'água na origem da CB com alta resolução temporal durantes os últimos 80 ka com especial ênfase nos HS. Para tal, dois testemunhos sedimentares marinhos coletados na margem continental nordeste brasileira sob a influência da CB serão investigados com base na assembleia de foraminíferos planctônicos e na análise de isótopos estáveis de oxigênio de foraminíferos planctônicos com profundidade aparente de calcificação em águas centrais.