Busca avançada
Ano de início
Entree

Carteia: coleta, reconstituição e simulação imersiva de urbanizações de identidades múltiplas na paisagem das colunas de Hércules durante a idade do ferro

Processo: 18/08593-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de outubro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia - Arqueologia Histórica
Pesquisador responsável:Maria Cristina Nicolau Kormikiari
Beneficiário:Rodrigo Araújo de Lima
Instituição-sede: Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Globalização   Idade do ferro   Hibridização genética   Humanidades digitais   Ciberarqueologia   Protótipo   Realidade aumentada   Paisagem   Espanha

Resumo

Enquanto um lugar de intensos contatos culturais, a região das Colunas de Héracles (atual área do Estreito de Gibraltar) se configura enquanto um cadinho de interações culturais. No interior desse circuito a cidade de Carteia (atual San Roque, Espanha) se integra à uma paisagem ideal para o aprofundamento das temáticas que envolvem o contato entre seus diversos frequentadores (iberos, fenícios, púnicos, gregos e romanos) à luz da teoria sobre a globalização do Mediterrâneo Antigo. O presente projeto de pesquisa tem como objetivo apresentar a concepção de protótipos de uma realidade aumentada que dê conta de representar virtualmente uma interpretação sobre cinco lugares cidade de Carteia (o conjunto das cetariae, a muralha púnica, o altar púnico e o fórum romano e a Caverna de Gorham) na longa duração a fim de verificar a sua hibridização, desde o estabelecimento fenício, durante a Idade do Bronze Final ibérico, até a Idade do Ferro, onde passa para o julgo púnico e, posteriormente, recebe o estatuto de colônia romana em 171 a.C. como Colonia Libertinorum Carteia. Inseridos nos projetos do Laboratório de Estudos sobre a Cidade Antiga (LABECA/MAE-USP) financiado pela FAPESP em seus dois projetos temáticos (processos 2004/14429-0 e 2009/54583-1) e com a expertise do Interlab (Laboratório de Tecnologias Interativas (Interlab/PCS-POLI-USP) coordenado pelo Prof. Dr. Romero Tori, produziremos esses protótipos com base nos dados arqueológicos disponibilizados online pelo Museu Municipal de San Roque, bem como utilizaremos as referências bibliográficas específicas sobre a cidade desde seu momento fenício-púnico até romano. À baila consideraremos também as paisagens de seus arredores, incluindo a frequentada Caverna de Gorham (Gibraltar, Reino Unido) em menos de 10 km do atual sítio, local frequentado pelos fenícios como um santuário desde o século IX a.C. e que se manteve até período romano. Com a experiência adquirida durante o Mestrado, utilizaremos geotecnologias que contribuam para a concepção da realidade aumentada virtual da paisagem antiga da cidade de Carteia. Criaremos um banco de dados georreferenciado para melhorar a compreensão da dispersão do registro arqueológico pela paisagem otimizando assim a experiência virtual. Como essa pesquisa pretende se inserir no debate sobre as Humanidades Digitais, faremos uso de sistemas de produção específicos pertencentes à Ciberarqueologia para a programação e distribuição do resultado da nossa pesquisa sob a forma de um conteúdo visual didático tanto para o Museu Municipal de San Roque, instituição curadora dos achados de Carteia, quanto para instituições de ensino nacionais e internacionais em um formato adequado aos novos veículos digitais de informação educativo para que os estudantes possam ter uma experiência imersiva em uma cidade romana reduto de múltiplas identidades. (AU)