Busca avançada
Ano de início
Entree

Comunicação e Trabalho no universo brasileiro do fact-checking: um mapeamento dos projetos e dos profissionais que atuam no setor

Processo: 19/01330-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Comunicação - Teoria da Comunicação
Pesquisador responsável:Roseli Aparecida Figaro Paulino
Beneficiário:Thales Vilela Lelo
Instituição-sede: Escola de Comunicações e Artes (ECA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Jornalismo   Trabalho

Resumo

Este projeto de pesquisa se insere no contexto atual de intensa preocupação com o impacto da propagação de desinformações na esfera pública (NYHAN e REIFLER, 2010, 2013) e no crescente crédito atribuído às agências de fact-checking como estratégia de enfrentamento das fake news (NYHAN e REIFLER, 2012; GRAVES, 2016a, 2016b) para atestar que, não obstante a expansão destas iniciativas no Brasil e a consolidação de uma literatura internacional sobre a temática, há no país uma escassez de estudos dedicados a realizar: a) um levantamento dos projetos de fact-checking brasileiros, identificando sua distribuição regional, as estruturas organizacionais que viabilizam estes empreendimentos, seu atrelamento ou independência das grandes corporações de mídia, os modelos de financiamento adotados, a sustentabilidade das iniciativas e o perfil sócio profissional dos comunicadores que atuam no setor; b) um delineamento das trajetórias dos jornalistas que ingressam no fact-checking, a forma como convocam elementos da cultura jornalística e dos critérios editoriais empregados pelas agências para conferir sentido aos seus processos de trabalho, bem como as especificidades da interlocução com o seu público leitor. Esta investigação se propõe a compensar estes dois déficits por meio de um estudo de caso (YIN, 1994) de escopo exploratório (GIL, 1994) sobre este filão do mundo do trabalho dos jornalistas, empregando uma triangulação de métodos (FÍGARO, 2014) para compor uma amostra não probabilística que viabilize a elaboração de um mapeamento consistente das agências de ¬fact-checking e um perfilamento qualitativo dos profissionais que atuam no ramo.