Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo dos mecanismos envolvidos no desenvolvimento de resistência à insulina em ratos adultos, proles de ratas com doença periodontal

Processo: 19/04183-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontologia Social e Preventiva
Pesquisador responsável:Doris Hissako Sumida
Beneficiário:Maria Sara de Lima Coutinho Mattera
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Epigênese genética   Periodontia   Desenvolvimento fetal   Doenças periodontais   Diabetes mellitus   MicroRNAs

Resumo

A hipótese da programação fetal sugere que estímulos ou agressões durante a vida intrauterina podem resultar em alterações permanentes na fisiologia e metabolismo da descendência, aumentando o risco de doenças na vida adulta. As alterações nos padrões de expressão de miRNAs são consideradas mecanismos moleculares responsáveis por esta programação. Estudos anteriores demonstraram que a doença periodontal (DP) materna promove resistência insulínica, aumento nas concentrações plasmáticas de citocinas, redução do conteúdo de GLUT4, do seu índice de translocação para membrana plasmática e sua expressão em sua prole adulta. Ademais, a doença periodontal materna foi capaz de ativar vias inflamatórias no tecido muscular esquelético da prole adulta, esta ativação foi comprovada pelo aumento da expressão de TNF-alfa, NF-kBp65, NF-kBp50, IKK alfa/beta e ERK1/2. Porém não houve nenhuma alteração na metilação de DNA do gene do GLUT4 e na expressão de JNK na prole adulta. Por meio destes resultados, foi possível inferir que um dos motivos para a redução da expressão de GLUT4 no tecido muscular de ratos adultos proles de ratas com DP deu-se por meio da ativação de vias inflamatórias. Tais achados evidenciam a necessidade de realizar mais estudos para verificar outros mecanismos envolvidos, como padrões de miRNAs, nestas alterações; e se outro tecido, como tecido adiposo, também apresenta estas alterações na prole adulta. Portanto, os objetivos do presente estudo serão avaliar em ratos adultos, proles de ratas com doença periodontal: a) glicemia e insulinemia; b) conteúdo da proteína transportadora de glicose GLUT4 e TNF-alfa em tecido adiposo branco periepididimal (TAB); c) fosforilação das proteínas JNK, IKK beta, NF-kB p65, NF-kB p50, ERK1/2 e seus conteúdos totais em TAB; d) o grau de fosforilação em tirosina da pp185 (IRS-1/IRS-2) e serina da Akt (antes e após o estímulo insulínico) em TAB; e) analisar a expressão global de miRNAs em tecido muscular gastrocnêmio e TAB. As ratas serão divididas em dois grupos: 1) com doença periodontal (DP), no qual esta doença será induzida por meio de ligadura com fio de seda ao redor do 1º molar inferior; 2) ratas controle (CN). Após 7 dias da colocação da ligadura, as ratas de ambos os grupos serão colocadas para acasalamento, verificando-se diariamente, por esfregaço vaginal, o dia da copulação. Quando os filhotes machos destas ratas completarem 75 dias, realizar-se-ão os experimentos: a) glicemia (pelo técnica de glicose-oxidase) e insulinemia (pela técnica de ELISA); b) conteúdo da proteína transportadora de glicose GLUT4 e TNF-alfa (pela técnica de "western blotting"- WB) em TAB; c) fosforilação das proteínas JNK, IKK beta, NF-kB p65, NF-kB p50, ERK1/2 e seus conteúdos totais em TAB (pela técnica de WB); d) o grau de fosforilação em tirosina da pp185 (IRS-1/IRS-2) e serina da Akt (antes e após o estímulo insulínico) em TAB (pela técnica de WB); e) análise da expressão global de miRNAs (pela técnica de microarranjo) em tecido muscular gastrocnêmio e TAB.