Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da expressão de genes e secreção de citocinas envolvidos na diferenciação de linfócitos T durante o desenvolvimento de resistência à insulina em ratos Goto-Kakizaki

Processo: 19/10118-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Geral
Pesquisador responsável:Renata Gorjao
Beneficiário:Ana Carolina Gomes Pereira
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/09868-7 - Mecanismos celulares e moleculares envolvidos na resistência à insulina e inflamação em ratos Wistar obesos e Goto-Kakizaki magros: causas e associações com dieta e exercício físico, AP.TEM
Assunto(s):Imunologia celular   Metabolismo   Resistência à insulina   Diabetes mellitus tipo 2   Células Th17   Linfócitos T reguladores   Modelos animais de doenças

Resumo

A resistência periférica à ação da insulina (RI) e Diabetes mellitus tipo 2 (DM2) apresentam prevalência elevada em pacientes obesos. Contudo, um número elevado de pacientes não obesos apresenta DM2. As causas associadas ao desenvolvimento de DM2 e a caracterização da resposta imunológica neste caso ainda não estão elucidadas. Os ratos Goto-Kakizaki (GK) desenvolvem geneticamente quadro bem definido de RI e DM2 sem apresentarem obesidade. A proposta do presente projeto é investigar as alterações na expressão de genes relacionados com a diferenciação de linfócitos T e da produção de citocinas por estas células durante o desenvolvimento do Diabetes mellitus tipo 2 em ratos Goto-Kakizaki. Inicialmente, os linfócitos serão isolados dos linfonodos mesentéricos dos animais ao final do desmame e após dois e quatro meses de idade, seguindo-se a avaliação dos parâmetros: 1) resistência periférica à insulina (testes de tolerância à glicose e de tolerância à insulina); perfil de resposta de linfócitos através da produção de citocinas de (IL-2, IL-10, IL-4, IL-6, IL-17, INF-gama e TNF-alfa) em células cultivadas com concanavalina A; 2) porcentagem de células T reguladoras (CD4+, CD25+ e Foxp3+), Th1 (CD4+, INF-gama+), Th2 (CD4+, IL-4) e Th17 (CD4+, IL-17) após estímulo com PMA e ionomicina; 3) expressão do mRNA das citocinas IL-35, TGF-² e dos fatores de transcrição Foxp3, Tbet, ROR-gt, GATA3 e Blimp-1. Estudos voltados aos mecanismos envolvidos no processo de diferenciação de linfócitos T, relacionados à gênese do DM2 sem os efeitos crônicos da obesidade apresentam importância no estado da arte para compreensão científica desta patologia.