Busca avançada
Ano de início
Entree

Consumo de bebidas açucaradas em crianças sul-americanas: validação de um questionário de frequência alimentar e padrão de consumo

Processo: 19/10852-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:Augusto César Ferreira de Moraes
Beneficiário:Gabriele da Luz Mello
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/20317-0 - Novas fronteiras em saúde nutricional e cardiovascular pediátrica: desenvolvimento de métodos para avaliar a dupla carga de má-nutrição e a saúde cardiovascular ideal em países de baixa-média renda - SAYCARE cohort study, AP.JP
Assunto(s):Consumo de alimentos   Açúcares   Crianças   Coleta de dados   Análise estatística de dados   Questionário de frequência alimentar   Estudos de validação

Resumo

Com o crescimento do consumo de açúcar no mundo, acompanha-se também, nas últimas décadas, a ampliação da ingestão de bebidas açucaradas, visto que sua ingestão entre crianças maiores de 5 anos excede as recomendações da OMS. Entretanto, os métodos de mensuração podem influenciar nestas estimativas. Portanto, este estudo transversal visa testar o valor preditivo de um questionário de frequência alimentar de bebidas açucaradas comparado com resistência à insulina e glicemia em crianças de seis cidades da América do Sul. Os participantes do estudo são pré-escolares e estudantes com idades entre 5 e 7 anos, matriculados em escolas públicas e privadas de Buenos Aires (Argentina), Lima (Peru), Medellín (Colômbia), São Paulo e Teresina (Brasil), sendo a amostra distribuída proporcionalmente com base na presença de um centro de pesquisa especializado com experiência e que participaram da fase piloto do estudo. A amostra será selecionada por amostragem aleatória por tipo de escola e salas de aula. Em cada visita realizaram-se procedimentos de coleta de dados para fatores sociais e ambientais, ambiente familiar, ingestão alimentar, preferência e escolas alimentares e amostras de sangue. Para a análise estatística será utilizada a análise descritiva das variáveis por meio de cálculos de média, desvio-padrão, percentuais e intervalo de confiança de 95%, e validade preditiva do questionário para responder ao objetivo I, por meio da tabela de contingência 2x2. O critério de significância estatística adotado é ± = 5% para todos os testes de hipótese.