Busca avançada
Ano de início
Entree

Traduzindo estratégias persuasivas para o aplicativos Playful data-driven active urban living (PAUL):uma comparação transcultural entre o Brasil e Holanda

Processo: 19/13102-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 25 de novembro de 2019
Vigência (Término): 24 de maio de 2020
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Paula Costa Castro
Beneficiário:Lucas Bueno de Campos
Supervisor no Exterior: Nicky Nibbeling
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa : Amsterdam University of Applied Sciences (AUAS), Holanda  
Vinculado à bolsa:18/19270-1 - Co-design4 active ageing: engajar usuários mais velhos em vida urbana ativa impulsionada por jogos digitais lúdicos, BP.MS
Assunto(s):Envelhecimento   Atividade física   Tecnologias mobile

Resumo

Um dos maiores feitos da humanidade foi a ampliação do tempo de vida. Essa transformação ocorre devido à transição demográfica, que tem início com o declínio das taxas de mortalidade e natalidade, avanços na medicina, desenvolvimento de novas tecnologias e melhores condições de vida. Embora a prática de atividade física seja um dos fatores determinantes de um envelhecimento saudável, adultos e adultos mais velhos tendem a ser hipoativos. Nesse contexto, manter níveis de atividade adequados é um desafio motivacional. A tecnologia digital como os aplicativos de apoio a prática de atividade física tem sido utilizada para combater o sedentarismo. Mas para impulsionar mudanças de comportamento, os aplicativos devem ser adaptados aos seus usuários. Sabe-se pela teoria do sentido que é vital descobrir com cuidado o que os usuários finais realmente querem. Diante disso, com a finalidade de traduzir estratégias persuasivas ao aplicativo PAUL, esse estudo pretende por meio de grupo focal, realizar uma pesquisa com indivíduos maiores de 25 anos e que estejam em fase de contemplação para atividade física. Para tanto, informações qualitativas sobre suas principais necessidades serão detalhas, analisadas e discutidas no Brasil e na Holanda. Em parceria com a Universidade de Amsterdam, duplicaremos essa técnica e realizaremos estudos semelhantes a fim de comparação dos dados obtidos em ambos os países. Esses resultados darão uma indicação das diferenças das necessidades e desejos dos usuários brasileiros em comparação com os usuários holandeses, fortalecendo, portanto, os resultados esperados para uma aplicação com design centrado no usuário.Palavras-chave: Envelhecimento, Atividade física, Tecnologia Móvel, Estratégias Persuasivas, Design Centrado no Uusário.