Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise molecular e metabólica da Atorvastatina nos tecidos musculares de pacientes com Miopatias Autoimunes Sistêmicas

Processo: 19/11367-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2023
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Samuel Katsuyuki Shinjo
Beneficiário:Isabela Bruna Pires Borges
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Reumatologia   Atorvastatina   Músculos   Doenças musculares   Análise molecular   Perfil metabólico   Biópsia   Imuno-histoquímica   Resistência à insulina

Resumo

O presente estudo é complementação do projeto de Mestrado, cujo objetivo foi avaliar a segurança da atorvastatina em pacientes com Miopatias Autoimunes Sistêmicas (MAS). Para tanto, em um ensaio clínico, randomizado, duplo-cego, placebo-controlado, 14 pacientes com MAS receberam atorvastatina cálcica (20 mg/dia) e 6 pacientes com MAS receberam um comprimido - placebo/dia por um período de 12 semanas. A medicação promoveu redução significativa do nível sérico de LDL-colesterol no grupo atorvastatina. Além disto, foi segura, sem eventos adversos e sem promover a recidiva da doença. Apesar desses resultados promissores a nível clínico, não sabemos se a segurança do uso de estatinas também do ponto de vista molecular e metabólico nos tecidos musculares. Estudos em indivíduos sem MAS tem mostrado que estatinas podem eventualmente promover alguns danos musculares ocasionados principalmente por disfunção da atividade mitocondrial, aumentar o processo de fibrogênese e, a nível metabólico, aumentar resistência insulínica em tecidos musculares, podendo ocasionar inclusive maior risco de desenvolvimento de Diabetes Mellitus. De relevância, todos os nossos pacientes tinham sido submetidos a dois testes, porém que não foram avaliados no mestrado: teste de tolerância à glicose oral (TOTG) e a biópsia muscular - no baseline e após 12 semanas de seguimento. Assim sendo, o presente estudo tem o objetivo inicial a análise molecular (genética e proteica) e do perfil metabólico (glicêmico, lipídico, oxidativo e fibrogênese) de biópsias musculares. Secundariamente, o objetivo é realizar uma análise histológica e imuno-histoquímica dos tecidos musculares dos pacientes com MAS que foram submetidos a atorvastatina ou placebo. Além disto, será realizada uma análise de perfil de citocinas relacionadas com processo inflamatório e lipídico, assim como uma análise de resistência insulínica, através de curva de TOTG, dos pacientes submetidos à atorvastatina ou placebo. Elucidar essas informações serão importantes na prática clínica, permitindo melhor manejo terapêutico de dislipidemias encontradas em pacientes com MAS. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DOS SANTOS, ALEXANDRE MOURA; MISSE, RAFAEL GIOVANI; BORGES, ISABELA BRUNA PIRES; GUALANO, BRUNO; DE SOUZA, ALEXANDRE WAGNER SILVA; TAKAYAMA, LILIAM; PEREIRA, ROSA MARIA R.; SHINJO, SAMUEL KATSUYUKI. Increased modifiable cardiovascular risk factors in patients with Takayasu arteritis: a multicenter cross-sectional study. ADVANCES IN RHEUMATOLOGY, v. 61, n. 1 JAN 8 2021. Citações Web of Science: 0.
ALEXANDRE MOURA DOS SANTOS; RAFAEL GIOVANI MISSE; ISABELA BRUNA PIRES BORGES; BRUNO GUALANO; ALEXANDRE WAGNER SILVA DE SOUZA; LILIAM TAKAYAMA; ROSA MARIA R. PEREIRA; SAMUEL KATSUYUKI SHINJO. Increased modifiable cardiovascular risk factors in patients with Takayasu arteritis: a multicenter cross-sectional study. ADVANCES IN RHEUMATOLOGY, v. 61, p. -, 2021.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.