Busca avançada
Ano de início
Entree

A expansão grega no mar Adriático: mobilidade, insularidade e contato cultural na Dalmácia central nos períodos clássico e helenístico

Processo: 18/16654-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Antiga e Medieval
Pesquisador responsável:Norberto Luiz Guarinello
Beneficiário:Lilian de Angelo Laky
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):História antiga   Mobilidade

Resumo

Nos estudos sobre a colonização ou expansão grega, o mar Adriático figura na bibliografia como uma zona de presença grega periférica, que ainda recebe menos atenção dos estudiosos em detrimento de outras áreas, como a Sicília e Itália do Sul, principalmente por estas oferecerem mais documentação histórica e arqueológica sobre os gregos e seu processo de expansão. Nesta pesquisa, o objetivo é trazer, pela primeira vez para o meio acadêmico especializado brasileiro, o debate sobre a especificidade da expansão grega no Mar Adriático, com enfoque na área da Dalmácia Central (atual litoral da Croácia), onde cidades gregas foram fundadas entre as épocas clássica e helenística. Nos últimos vinte anos, a arqueologia desses assentamentos gregos revelou uma série de novos dados sobre a sua urbanização, a territorialização dos gregos e a interação entre estes e a população ilíria autóctone. A partir das abordagens historiográficas mais contemporâneas sobre o Mediterrâneo antigo, como as de mobilidade, insularidade e contato cultural, a intenção é analisar estes dados e tentar oferecer novas explicações sobre a dinâmica da presença grega na Dalmácia central - como funcionavam as apoikias e os empória, o contato cultural entre gregos e ilírios e entre as fundações gregas "dálmatas" e aquelas localizadas em outras áreas do Adriático, como na costa da Itália e da Albânia. Serão tratadas nesta pesquisa, questões sobre 1-) a formação da hinterlândia grega e o processo de territorialização dos gregos rumo ao interior no continente e nas ilhas; 2-) a influência do planejamento urbano grego nos centros ilírios e vice-versa; e 4-) a caracterização da identidade grega nessa área de confim do mundo grego.