Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de uma vacina recombinante quimérica para o Vírus Zika

Processo: 19/10565-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Luiz Tadeu Moraes Figueiredo
Beneficiário:Victória Thomazelli Garcia
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Vírus Zika   Virologia   Vacinas

Resumo

Os arbovírus do gênero Flavivirus possuem grande importância para a saúde pública no Brasil, dentre eles, os principais, o vírus da Febre Amarela (YFV), os quatro sorotipos do Dengue (DENV) e o vírus Zika (ZIKV). O ZIKV foi introduzido recentemente no país, produzindo uma epidemia de doença febril aguda no ano de 2015. Estudos mostraram que o vírus está associado com doença congênita que acomete o sistema nervoso fetal e produz recém-nascidos com microcefalia. Também, infecções por ZIKV estão associadas a casos de paralisia flácida de Guillain-Barré. Assim, o desenvolvimento de vacinas protetivas contra infecções por vírus Zika são de suma importância no Brasil. Portanto, o objetivo do presente estudo é desenvolver uma vacina quimérica contra ZIKV, denominada YFV17D-ZIKV, a partir do clone infeccioso do vírus vacinal 17D da Febre Amarela trocando seus genes estruturais prM (precursor da membrana) e E (envelope) pelos respectivos genes do ZIKV. O estudo inclui a produção da vacina quimérica YFV17D-ZIKV e a realização de seus testes preliminares de imunogenicidade e proteção em camundongos. Este poderá ser o primeiro passo para o desenvolvimento de uma vacina contra infecções por vírus Zika, o que tem grande importância em saúde pública.