Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da conectividade hidrológica sobre a pesca nos lagos de várzea na Amazônia

Processo: 19/15550-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Convênio/Acordo: Belmont Forum
Pesquisador responsável:Evlyn Márcia Leão de Moraes Novo
Beneficiário:Carolina Tavares de Freitas
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/12083-1 - Equilibrando a conservação da biodiversidade com o desenvolvimento nas áreas alagáveis amazônicas, AP.R
Assunto(s):Ecologia   Mudança climática

Resumo

As planícies de inundação dos rios Amazônicos são áreas de grande importância tanto em termos ecológicos quanto socioeconômicos. Essas regiões vêm sofrendo grandes ameaças à sua integridade, as quais envolvem desde a construção de barragens para implementação de hidroelétricas até o impacto de eventos extremos associados a mudanças climáticas. Tais ameaças afetam não apenas o ambiente em si, e a biodiversidade associada a ele, mas também a segurança alimentar e financeira de milhares de pessoas que vivem nessas áreas e dependem dos recursos existentes ali. Neste contexto, se destacam as atividades pesqueiras, que são a base da subsistência e economia local e sofrem impactos diretos de mudanças ocorridas nessas regiões. Apesar de os sinais de degradação serem cada vez mais intensos, e suas consequências graves, até o momento pouca atenção tem sido dada a esses ambientes críticos. Neste sentido, o presente projeto tem por objetivo avaliar como a conectividade hidrológica afeta a produtividade pesqueira dos lagos de várzea, nas condições atuais e em cenários de mudanças globais. Para tanto, coletaremos dados de pesca e de habitat em campo, e utilizaremos métodos avançados de análise estatística para modelar a quantidade de peixe de diferentes espécies capturadas pelos pescadores nos corpos d'água em função dos respectivos níveis de conectividade hidrológica e dos dados de vegetação, relevo, níveis de água, profundidade e área dos corpos d'água, dentre outras variáveis. Utilizaremos, ainda, produtos derivados de modelagem hidroclimática, produzidos por colaboradores do projeto, para avaliar o efeito de mudanças climáticas sobre a conectividade dos lagos e a pesca. A partir desse estudo, esperamos expandir enormemente as informações disponíveis para a tomada de decisões relativas à manutenção da vasta biodiversidade e extensos serviços ecossistêmicos fornecidos pelas planícies de inundação da Amazônia.