Busca avançada
Ano de início
Entree
Conteúdo relacionado

Uso de velocimetria por imagem de partículas para monitoramento do comportamento do solo durante escorregamentos em caixa experimental

Processo: 19/16458-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 21 de outubro de 2019
Vigência (Término): 19 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Ana Elisa Silva de Abreu
Beneficiário:Malena D'Elia Otero
Supervisor no Exterior: Amin Askarinejad
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa: Delft University of Technology (TU Delft), Holanda  
Vinculado à bolsa:18/15869-6 - Aplicação de nós sensores no monitoramento de variáveis do solo associadas a escorregamentos, BP.MS
Assunto(s):Geotécnica   Instrumentação   Velocimetria por imagem de partículas   Escorregamento dos solos   Gestão de riscos   Sistemas de alerta

Resumo

Os sistemas de alerta antecipado constituem uma medida não estrutural para a prevenção de desastres. A utilização de nós sensores para a finalidade de monitoramento de desastres vem gradativamente aumentando, apresentando resultados promissores. Encontra-se em andamento uma pesquisa sobre o uso de acelerômetros em nós sensores para o monitoramento de escorregamentos, num esforço conjunto entre a Universidade Estadual de Campinas e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo. Neste projeto de pesquisa será utilizada a técnica de velocimetria por imagens de partículas (PIV) para validar os deslocamentos estimados a partir das medidas realizadas com acelerômetros numa caixa de experimentos para simulação de escorregamentos. A técnica PIV é uma técnica não invasiva que tem sido utilizada amplamente e com sucesso para calcular deslocamentos em modelos geotécnicos. A técnica permite estimar deslocamentos superficiais ao comparar imagens de uma mesma área de estudo em diferentes tempos. Os experimentos de simulação de escorregamentos e a aquisição das imagens serão realizados no Brasil nos meses anteriores ao intercâmbio de pesquisa. Durante o intercâmbio na Universidade Tecnológica de Delft (TU Delft) na Holanda as imagens dos experimentos serão tratadas com a técnica PIV e comparadas com as velocidades estimadas a partir dos dados dos acelerômetros. Os resultados desta pesquisa contribuirão para aumentar o conhecimento sobre os mecanismos de deflagração de escorregamentos em solos arenosos e para validar a aplicabilidade de sensores considerados novos para monitoramento de riscos associados a escorregamentos. (AU)