Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do miR-451a no perfil metabôlico das linhagens celulares de carcinoma hepatocelular.

Processo: 19/17003-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 21 de outubro de 2019
Vigência (Término): 20 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Patricia Pintor dos Reis
Beneficiário:Carolina Fazio Campos
Supervisor no Exterior: Luis Alejandro Jose Mur
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Local de pesquisa : Aberystwyth University, País de Gales  
Vinculado à bolsa:18/06354-2 - Validação funcional de genes-alvo de microRNAs em carcinoma hepatocelular, BP.MS
Assunto(s):Oncologia

Resumo

O carcinoma hepatocelular (CHC) é a quarta causa mais comum de morte por câncer e o sexto tipo de câncer mais frequente em todo o mundo. O principal fator de risco do CHC é a cirrose hepática e os fatores predisponentes consistem em doenças metabólicas e infecções crônicas do vírus da hepatite B (VHB) e C (VHC). Os microRNAs são pequenos RNAs não-codificantes que regulam a transcrição ou tradução de genes interagindo com a região 3' não traduzida de um gene alvo. Vários miRNAs têm sido associados ao desenvolvimento do CHC, e mudanças na expressão do miRNA alteram importantes processos biológicos necessários para o desenvolvimento e progressão do câncer. Entre esses miRNAs, o miR-451a tem sido relacionado com a inibição do crescimento e proliferação celular, aumento da apoptose e diminuição da migração celular das linhagens de células CHC. No entanto, os mecanismos pelos quais o miR-451 afeta a tumorigênese ainda precisam ser elucidados. A análise metabólica tem sido relatada como uma ferramenta valiosa para auxiliar na identificação de biomarcadores para a detecção precoce do câncer, incluindo o CHC. Portanto, o objetivo deste estudo é avaliar o efeito do aumento do miR-451a em linhagens celulares CHC positivas para VHB (Hep 3B e PCL/PRF/5) e negativas (HEP G2) no metaboloma do CHC utilizando o método de Flow Infusion Electrospray Ionization High Resolution Mass Spectrometry (FIE-HRMS). Avaliaremos se as alterações metabólicas detectadas na célula tumoral estão relacionadas aos genes alvo miR-451a (FMNL3, SPC25, BUB1B, KIF2A, KLC2 e PLEKHG2). Portanto, as linhagens celulares serão transfectadas com mimetizadores do miR-451a ou controle negativo e os metabólitos serão extraídos para FIE-HRMS. Os dados serão avaliados pelo MetaboAnalyst 4.0 e analisados por Human Metabolomics Database e KEGG. Esta análise irá ajudar a verificar se o miR-451a pode ser usado como um potencial novo biomarcador no CHC e indicar como a sua desregulação afeta o metaboloma do CHC.