Busca avançada
Ano de início
Entree

Seven Always exchange: uma plataforma de negócios que transforma um veículo comum em inteligente e fornece infraestrutura como um serviço (IaaS) para provedores de mobilidade como um serviço (MaaS)

Processo: 19/19040-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE  
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Arthur de Miranda Neto
Beneficiário:Arthur de Miranda Neto
Empresa:Seven Always Tecnologia Ltda
CNAE: Tratamento de dados, provedores de serviços de aplicação e serviços de hospedagem na internet
Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na internet
Gestão de ativos intangíveis não-financeiros
Vinculado ao auxílio:18/25275-6 - Seven always exchange: uma plataforma de negócios que transforma um veículo comum em inteligente e fornece infraestrutura como um serviço (IaaS) para provedores de mobilidade como um serviço (MAAs), AP.PIPE
Assunto(s):Blockchain   Veículos inteligentes   Mobilidade   Internet das coisas   Big data

Resumo

Diante da revolução digital e com o progressivo interesse por cidades inteligentes, internet das coisas (IoT), big data e Inteligência Artificial (IA), a Seven Always (Seven) apresenta uma plataforma modular, composta por hardware e software, preparada para o processamento de sistemas inteligentes e multitarefas. Dentre os recursos disponíveis, visa fornecer à comunidade a possibilidade do desenvolvimento de novas soluções para mobilidade e aplicação de técnicas de processamento de imagens, reconhecimento de padrões e IA, dentre outros que, acoplados a um veículo comum, irão transformá-lo em inteligente e comunicante. Especialistas indicam que a conectividade terá um efeito maior e mais disruptivo nos carros do que em qualquer outra tecnologia automotiva do último século. Isso, por sua vez, pode trazer alternativas reais de monetização de dados cujo valor estimado é de US$ 1 trilhão nos próximos 10 anos. Com isso, objetiva-se criar um ecossistema em torno de uma mobilidade mais eficiente e valorizado por meio de um ciclo virtuoso de "dados-benefícios" no futuro, já que os dados coletados podem ser convertidos em benefícios para seus usuários, tais como, o rastreamento de veículos (supply chain), serviços de segurança patrimonial, modo econômico de condução, mecânico virtual e diagnóstico preventivo, novas modalidades de seguros e pedágios tarifados por quilômetro rodado, ou por behavior no caso dos seguros, pagamento de estacionamento por tempo e localização, WiFi Hubspot e WiFi Sharing veicular, dentre outros. Com essa plataforma, a Seven pretende tornar-se o fornecedor de Infraestrutura como um Serviço (IaaS) para provedores de Mobilidade como um Serviço (MaaS), um produto inovador e até então inexistente no Brasil, quiçá no mundo. No Brasil são mais de 90 milhões de veículos, onde no Sudeste estão mais de 45 milhões. São Paulo é considerada a quinta maior região metropolitana do mundo. Os problemas de mobilidade urbana, a centralização dos dados (sob o domínio de algumas poucas companhias e não dos seus verdadeiros proprietários), a impossibilidade de inclusão de novos Provedores de Mobilidade (Mobility Providers - MP) em igualdade de condições, acarretam muitos prejuízos e significativas perdas em diversos setores, inclusive no transporte de cargas. A IaaS proposta pela Seven visa revolucionar o ecossistema de MaaS. Isso porque, contempla um estudo e avaliação de tecnologias capazes de colocar a gestão de dados como ponto central do negócio, a fim de observar as leis e regras pré-estabelecidas de proteção aos seus proprietários, atendendo a requisitos de transparência, privacidade e segurança. A fim de garantir a interoperabilidade com a maior parte dos gateways de mercado, pretende atuar como uma plataforma de MaaS neutra e, em uma estratégia de Go-to-Market, disponibilizar para os MP uma solução de White Label. Na presente proposta, apresentada à FAPESP no âmbito do processo de seleção PIPE, fase 1, a Seven vai desenvolver soluções para alguns componentes-chave da sua arquitetura de sistema, tais como: 1) validar um sistema de aquisição de dados via interface OBDII que seja confiável e seguro, contemplando a maior parte dos veículos da frota atual; 2) validar um sistema de localização GNSS + Dead Reckoning em ambiente urbano, especialmente na cidade de São Paulo e em rodovias paulistas; 3) criar um algoritmo para autenticação (bio-assinatura) do veículo (nível 1) e condutor (nível 2) baseado em IA e nos dados obtidos em (1) e (2); 4) com a coleta e a análise de dados obtidos em (1), (2) e (3): (i) criar um protocolo de acesso comum (hardware e software); (ii) realizar a extração de metadata e processo de mineração; (iii) realizar estudos e (iv) testes iniciais de inclusão dos dados/informação em tecnologia Blockchain ou similar; (v) disponibilizar informações consolidadas para usuários/sistemas a fim de validar o Produto Mínimo Viável (MVP). (AU)