Busca avançada
Ano de início
Entree

Fluorescência de Bacillus subtilis para análise do endofitismo e promoção do crescimento em plantas de milho

Processo: 19/14238-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Everlon Cid Rigobelo
Beneficiário:Clara Barros Bueno
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Microbiologia agrícola   Produção agrícola   Crescimento vegetal   Desenvolvimento vegetal   Rizosfera   Micro-organismos endofíticos   Bacillus subtilis   Soja   Milho

Resumo

O uso de microrganismos como promotores de crescimento de plantas na agricultura vem se expandindo no Brasil e diversas pesquisas apontam uma boa atuação desses microrganismos sobre a produtividade agrícola no campo. Esses bons resultados possibilitam uma possibilidade real de redução do uso de fertilizantes minerais na produção agrícola. Esses microrganismos são, na maioria das vezes, encontrados na rizosfera onde ocorrem grande parte das relações planta-microrganismo. Os estudos mostram que dependendo da habilidade do microrganismo, da planta e da interação, alguns microrganismos rizosféricos entram no tecido vegetal e o coloniza. A partir desse momento esses microrganismos rizosféricos se tornam endofíticos. Algumas bactérias têm a capacidade de endofitismo, ou seja, ocupar tecidos vegetativos sem causar nenhum dano ao hospedeiro, pelo contrário, sabe-se que as plantas utilizam de forma mais eficiente os fitohormônios sintetizados pelas bactérias endofíticas e como consequência disso, ocorre um maior desenvolvimento radicular, de parte aérea, uso mais eficiente dos fertilizantes minerais e água do solo. Entretanto, não se sabe se a dose do inoculante e as condições de fertilidade do solo interferem no endofitismo. Diante do exposto, o presente estudo tem como objetivos verificar se o endofitismo é influenciado pela dose do inoculante bacteriano e pelas condições de fertilidade do solo e se o desenvolvimento vegetal é influenciado pela população bacteriana endofítica. Para isso, serão avaliados o desenvolvimento vegetal das plantas de soja e milho nas concentrações de Bacillus subtilis marcado com a proteína GFP nas doses de 1 x 102 a 1 x 1010 UFC.mL-1 em quatro níveis de fertilização mineral, sendo eles, 0, 25%, 50% e 100% da dose de fertilizante de acordo com a análise química do solo nas em condições de cada de vegetação.