Busca avançada
Ano de início
Entree

Paisagens do passado: apropriações da estética proustiana nos romances memorialistas de Jorge Andrade, Cyro dos Anjos e Pedro Nava

Processo: 19/13251-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 10 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 09 de julho de 2020
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Comparada
Pesquisador responsável:Alexandre Bebiano de Almeida
Beneficiário:Fillipe Augusto Galeti Mauro
Supervisor no Exterior: Florence Olivier
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Université Sorbonne Nouvelle - Paris 3, França  
Vinculado à bolsa:18/10413-4 - Paisagens do passado: ressonâncias proustianas nos romances memorialistas de Jorge Andrade, Cyro dos Anjos e Pedro Nava, BP.DR
Assunto(s):Literatura francesa

Resumo

O presente projeto de pesquisa visa estudar as formas de descrição de paisagens da memória em No Caminho de Swann, primeiro volume do ciclo romanesco de Marcel Proust, Em Busca do tempo perdido. Vários traços estilísticos da obra proustiana estão presentes em narrativas memorialistas brasileiras, como Labirinto, de Jorge Andrade, A Menina do Sobrado, de Cyro dos Anjos, e Baú de Ossos, de Pedro Nava. Partimos do princípio de que tal aprofundamento nas formas descritivas das lembranças proustianas nos auxiliará a melhor compreender como seu estilo foi incorporado ao cenário literário brasileiro. Tal análise não se baseará apenas na interpretação dos manuscritos proustianos reunidos na BnF (Biblioteca Nacional da França), mas também nos estudos teóricos reunidos no Centro de Estudos e Pesquisas Comparatistas (CERC - Paris III) e no Centro de Documentação da Equipe Proust (ITEM-ENS/CNRS) - todos dificilmente acessíveis no Brasil. Um tal estudo contribuirá para nossa linha principal de pesquisa, cujo objetivo é a comparação entre os procedimentos literários de Marcel Proust e os mais importantes autores memorialistas brasileiros nos anos de 1970 - Jorge Andrade, Cyro dos Anjos e Pedro Nava.