Busca avançada
Ano de início
Entree

A recepção do estruturalismo francês na crítica literária brasileira dos anos 1970 e 1980

Processo: 19/14696-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2020
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Teoria Literária
Pesquisador responsável:Antonio Alcir Bernardez Pecora
Beneficiário:Ana Karla Carvalho Canarinos
Supervisor no Exterior: Jose Leonardo Tonus
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Université Paris-Sorbonne (Paris 4), França  
Vinculado à bolsa:18/15631-0 - Momentos decisivos da teoria e crítica literária brasileira (1971-1989), BP.DR

Resumo

Durante o estágio de pesquisa na França, pretendemos desenvolver uma investigação sobre o impacto do estruturalismo francês nos diferentes posicionamentos da crítica e teoria literária brasileira das décadas de 1970-1980. Seguindo o nosso cronograma de pesquisa do doutorado, mapearemos a relação das diferentes modalidades do estruturalismo, sobretudo a produção de Lévi-Strauss, Roland Barthes e Jacques Derrida, com a "polêmica do Estruturalismo" no contexto universitário brasileiro. O estruturalismo ganhou força no Brasil na década de 1970, quando recebeu diversas críticas de Roberto Schwarz e José Guilherme Merquior, e foi absorvido em suas modalidades diversas por Luiz Costa Lima e Silviano Santiago. Nossa hipótese é a de que essa disputa ressaltou, por um lado, a força da dialética entre forma e processo social; de outro, a defesa do caráter autônomo do texto literário em relação aos fatores socioeconômicos, o que gerou não apenas um debate teórico, mas também um debate político diante da Ditadura Militar. Portanto, pretendemos mapear a recepção desses teóricos estruturalistas franceses na crítica literária da década de 1970 e 1980 e mapear como este movimento teórico influenciou o desenvolvimento da crítica literária no Brasil. Isto posto, o estágio no exterior proporcionará a oportunidade de debater e desenvolver nossa pesquisa, além de nos proporcionar a possibilidade de pesquisar textos e materiais inéditos de Roland Barthes, Jacques Derrida e Lévi-Strauss sobre o estruturalismo, bem como compreender a relação do estruturalismo francês com a crítica literária brasileira das décadas de 1970-1980.