Busca avançada
Ano de início
Entree

Morfologia e desenvolvimento floral de Biebersteiniaceae: implicações para a evolução floral e diversificação de Sapindales

Processo: 19/10636-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Morfologia Vegetal
Pesquisador responsável:Diego Demarco
Beneficiário:Elisabeth Emília Augusta Dantas Tölke
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/18002-2 - Sapindales: filogenia e diversificação na região neotropical, AP.TEM
Assunto(s):Anatomia vegetal

Resumo

Sapindales é uma das principais ordens das Malvídeas, conhecida por possuir famílias de grande importância econômica, como Anacardiaceae e Rutaceae. As espécies de Sapindales estão amplamente distribuídas ocupando os mais diversos tipos de ambientes. Entre as famílais da ordem observa-se uma grande diversidade morfológica floral e pouco ainda se sabe sobre o desenvolvimento e a evolução floral de Sapindales. Este projeto, portanto, visa preencher algumas lacunas em relação à estas questões e encontra-se divido em duas grandes partes: (I) a primeira tem por objetivo estudar a estrutura e o desenvolvimento floral em Biebersteinia (Biebersteiniaceae), um gênero que foi recentemente revelado como constituindo a família-irmã de todos os outros membros de Sapindales, sendo portanto crucial para reconstruir as flores do ancestral comum da ordem; (II) a segunda parte tem por objetivo unir os estudos morfológicos e moleculares disponíveis para os representantes da ordem, a fim de realizar estudos macroevolutivos. Pretende-se, portanto, realizar reconstruções morfológicas em filogenias, a fim de ser estudar a evolução do gineceu e do androceu nas diversas famílias de Sapindales, bem como entender o papel que estas variações morfológicas possuem na diversificação de grandes famílias como Anacardiaceae, Meliaceae, Rutaceae e Sapindaceae.