Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da indução de adipócitos bege pela caquexia associada ao câncer em adipócitos nocaute para TLR4

Processo: 19/13983-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Miguel Luiz Batista Junior
Beneficiário:Luis Felipe Galvão Valdivia
Instituição-sede: Pró-Reitoria Acadêmica. Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Campus da Sede Mogi das Cruzes. Mogi das Cruzes , SP, Brasil
Assunto(s):Caquexia   Tecido adiposo   Adipócitos   Neoplasias   Receptor 4 toll-like

Resumo

A caquexia é uma síndrome multifatorial, relacionada à inflamação sistêmica, caos metabólico e principalmente com a redução contínua de massa adiposa e muscular esquelética. O tecido adiposo (TA) encontra-se precocemente afetado pela síndrome e tem papel importante no seu desenvolvimento. Sendo considerado um órgão heterogêneo dividido em TA branco (TAB) e TA marrom (TAM), cada qual com suas características morfológicas e metabólicas distintas. O remodelamento do TA é o resultado final de um conjunto de alterações morfofuncionais que acometem este tecido. Recentemente o browning tem sido apontado como principal processo de remodelamento do TA, contribuindo com a evolução do quadro caquético pelo excessivo gasto energético e o aumento das taxas de lipólise. No entanto, pouco se sabe sobre a sua origem. Existem indícios sugerindo que o aumento dos processos inflamatórios em decorrência da alta liberação de citocinas secretadas pelo tumor e pelo TA sejam potenciais causadores deste fenômeno. Estudos do nosso grupo de pesquisa mostraram que os animais nocautes para TLR4 sistêmico, reduziram a atividade inflamatória e atenuaram o processo de browning. Consequentemente, amenizando os efeitos da caquexia associada ao câncer. A hipótese do presente estudo é que o TLR4 está envolvido diretamente no desenvolvimento da caquexia associada ao câncer e no remodelamento do TA. Neste sentido, temos como objetivo avaliar a deleção adipócito-específica de TLR4 no perfil termogênico, inflamatório e morfológico em animais portadores de tumor com caquexia induzida.