Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação e caracterização de bacteriófagos com atividade lítica frente aos principais clones bacterianos epidêmicos em hospitais brasileiros

Processo: 18/24431-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Ana Cristina Gales
Beneficiário:Willames Marcos Brasileiro da Silva Martins
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Farmacorresistência bacteriana   Bacteriófagos   Serviços de controle de infecção hospitalar   Hospitais   Brasil

Resumo

Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (IRAS) causadas por bactérias multirresistentes (MDR) têm sido frequentemente relacionadas a um pior desfecho clínico de pacientes hospitalizados. Desde a década de 90, os Serviços de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) vêm encontrando diferentes barreiras para a contenção de micro-organismos MDR, principalmente, pela escassez de terapias antimicrobianas eficientes contra tais patógenos. A escassez de opções terapêuticas efetivas foi o ponto de partida para a procura de novas formas de tratamento. A utilização de bacteriófagos é uma destas alternativas que vem ganhando espaço nos últimos anos apesar de ter sido descrita antes mesmo da descoberta da penicilina por Alexander Fleming. Os bacteriófagos, também conhecidos como fagos, são vírus que infectam e apresentam a capacidade de matar a célula bacteriana durante o seu ciclo lítico, sendo largamente detectados em ambientes aquáticos ou até mesmo em esgoto. Alguns países como a Geórgia, a Rússia e, mais recentemente, os Estados Unidos, têm reconhecido o alto potencial terapêutico dos fagos, tendo inclusive desenvolvido centros específicos em terapia fágica como alternativa ao uso dos antimicrobianos. Apesar da grande tendência e investimento mundial no descobrimento de novos fagos com potencial terapêutico, poucos estudos brasileiros têm se dedicado a essa temática. Dessa forma, o objetivo deste estudo será investigar a presença de fagos com atividade lítica frente aos principais clones bacterianos MDR (Klebsiella pneumoniae ST258 produtor de KPC-2; Acinetobacter baumannii ST79 produtor de OXA-23 e OXA-72; Pseudomonas aeruginosa ST277 produtor de SPM-1) disseminados nos hospitais brasileiros. A presença destes fagos será investigada nos efluentes não tratados de três hospitais terciários localizados no Estado de São Paulo. Diferentes análises serão realizadas a fim de garantir a estabilidade, a baixa patogenicidade, a alta atividade lítica e o alto espectro de ação dos fagos selecionados durante esta investigação. Com a realização deste estudo espera-se detectar diferentes fagos com atividade frente aos principais patógenos bacterianos MDR que se encontram disseminados em hospitais brasileiros. Essa seria uma opção rápida, de baixo custo, eficiente e inovadora em um país como o nosso, onde as taxas de resistência aos antimicrobianos são alarmantes. (AU)