Busca avançada
Ano de início
Entree

Desempenho, características de carcaça, expressão gênica de fibras musculares em bovinos F1 Angus-Nelore, inteiros e castrados

Processo: 19/15761-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Otávio Rodrigues Machado Neto
Beneficiário:Mateus Bernardi Rossi
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia molecular   Cruzamentos genéticos   Confinamento animal   Castração animal   Bos taurus   Bos taurus indicus

Resumo

Objetiva-se avaliar os efeitos da castração sobre o consumo, desempenho, conversão alimentar, eficiência alimentar características de carcaça e expressão de genes relacionados ao desenvolvimento de fibras musculares de bovinos precoces f1 Angus-Nelore terminados em confinamento. Nos sistemas de produção de bovinos de corte, muito se discute sobre a necessidade de castração, pois há indícios de que animais machos não-castrados tendem a produzir carne com coloração indesejável, baixo teor de gordura intramuscular e maciez insatisfatória para os consumidores. Embora a castração possa amenizar o prejuízo sobre essas caraterísticas de qualidade de carne, nota-se que o desempenho, em termos de ganho de peso e conversão alimentar, pode ser prejudicado. No cenário atual, não há informações sobre o efeito da classe sexual, quando animais F1 Angus-Nelore são castrados precocemente por ocasião da desmama, e posteriormente alimentados em confinamento por mais de 160 dias e abatidos jovens (idade inferior a 24 meses). Serão utilizados 640 animais (320 castrados e 320 não-castrados) submetidos à terminação em confinamento pós-desmama por período de 180 dias. Serão avaliados: consumo, desempenho, conversão alimentar (CA), eficiência alimentar (EA), características de carcaça e expressão de genes relacionados desenvolvimento de fibras musculares. Para as análises de expressão gênica serão utilizadas amostras de 40 animais. Os genes avaliados serão: MyHC-I (Myosin heavy chain type I), MyHC-IIa (Myosin heavy chain type IIa) e MyHC-IIx (Myosin heavy chain type IIx). Para análises estatísticas será utilizado o procedimento Mixed do software estatístico SAS.