Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de suplementação de zinco (orgânico e inorgânico) no desenvolvimento da glândula hipofaringeana e expressão do gene Major Royal Jelly Proteins (MRJPs) de abelhas Apis mellifera L.

Processo: 19/17105-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Ricardo de Oliveira Orsi
Beneficiário:Giovanna do Prado Ribeiro
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Nutrição animal   Apicultura   Apis mellifica   Geleia real   Zinco   Expressão gênica

Resumo

A geleia real é produzida a partir de uma mistura de secreções das glândulas hipofaringeanas e mandibulares (que compõem o sistema glandular cefálico), localizadas na cabeça das abelhas operárias de Apis mellifera. Entre as proteínas presentes na geleia real destacam-se as principais proteínas da geleia real (Major Royal Jelly Proteins - MRJPs), que representam 82% do total das proteínas hidrossolúveis e cerca de 90% do total de proteínas da geleia real. A MRJP1 e a MRJP5 são consideradas as reservas biológicas de nitrogênio e aminoácido para o rápido desenvolvimento das larvas. Embora a alimentação de abelhas seja focada em alimentos energéticos e proteicos, outros nutrientes como minerais são essenciais para o desenvolvimento das colônias. Dentro deste contexto, minerais como o zinco apresentam importância fundamental como componentes estruturais e funcionais dos seres vivos, estando presente nas metaloproteínas e como catalisador em sistemas enzimático, podendo modular os componentes da geleia real. Entretanto, a fonte na qual o mineral é oferecido ao organismo (orgânica ou inorgânica), pode influenciar em sua biodisponibilidade. Assim, a hipótese da presente proposta é verificar se a fonte de zinco (inorgânico e orgânico) pode modular a qualidade da geleia real, por meio da análise de expressão de genes e o desenvolvimento da glândula hipofaringeana de abelhas nutrizes com sete dias de idade. Para isso, 15 colônias de abelhas A. mellifera foram submetidas aos seguintes tratamentos: Zn0 (Controle), ZnO50 (50 mg L-1 Zinco-metionína) e ZnI50 (50 mg L-1 Sulfato de Zinco monoidratado), fornecido em xarope de açúcar (experimento em andamento). Os níveis de zinco serão confirmados por Espectrometria de Absorção Atômica com chama (FAAS). Abelhas nutrizes (sete dias de vida) serão colhidas para a análise da expressão dos genes MRJP1 e MRJP5, utilizando-se o gene rp49 como controle. Para a morfometria da glândula, serão coletadas 10 abelhas de cada tratamento (previamente marcadas na região do pronoto). As lâminas serão processadas em cortes de resina e analisadas utilizando o software de análise de imagem Leica Qwin Plus® para determinação da área glandular. Serão avaliados também a mortalidade das abelhas e o desenvolvimento populacional dos enxames. Os resultados da mortalidade e desenvolvimento populacional serão por meio da Análise de Variância (ANOVA) seguida do teste de Tukey para comparação de médias. Para os resultados de expressão gênica será utilizado o teste de Dunnet. Em todos os testes, os resultados serão considerados estatisticamente diferentes quando P<0,05.