Busca avançada
Ano de início
Entree

Degradação do solo e produtividade agrícola no contexto da sustentabilidade considerando uma abordagem multiescala

Processo: 19/16235-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Celso von Randow
Beneficiário:Henrique Ferro Duarte
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/22269-2 - Transição para sustentabilidade e o nexo água-agricultura-energia: explorando uma abordagem integradora com casos de estudo nos biomas Cerrado e Caatinga, AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Pedologia   Degradação do solo   Erosão do solo   Agricultura   Sustentabilidade   Mudança climática   Balanço hídrico

Resumo

O solo é um recurso chave para o desenvolvimento sustentável e para a compreensão sistêmica de processos relacionados ao nexo energia-alimento-ambiente. O objetivo desta proposta associada ao projeto temático "Transição para sustentabilidade e o nexo agricultura-energia-água: explorando uma abordagem integradora com casos de estudo nos biomas Cerrado e Caatinga" é o de gerar um Índice de Degradação dos Solos (IDS) com potencial diagnóstico baseado no limite de exploração do recurso e avaliar os impactos das mudanças climáticas na produtividade atingível da cana-de-açúcar, soja e do milho, gerada a partir de zoneamento agroclimático. Com relação à metodologia, esta pesquisa merece destaque pelo propósito de estender para escala regional, em alta resolução, a modelagem da erosão e o Índice de Tempo de Vida do Solo (ITVS), pilares para a construção do Índice de Degradação do Solo em áreas dos Biomas Cerrado e Caatinga. O modelo empregado será a Equação Universal da Perda de Solo (EUPS) que relaciona aspectos biofísicos e antrópicos e será adaptada para escala regional. O estudo será abordado em múltiplas escalas, primeiramente considerando os biomas Cerrado e Caatinga; em seguida será avaliado as duas importantes bacias hidrográficas, a do Rio Parnaíba e do Rio São Francisco e, posteriormente, as análises deverão seguir para escala municipal, cujas localidades serão selecionadas ao longo da execução do projeto temático. Para as análises envolvendo a produtividade da cana-de-açúcar, soja e milho será calculada a deficiência hídrica através do balanço hídrico climatológico para estimar espacialmente a produtividade atingível e então considerar as tendências (positivas ou negativas) com base nas projeções climáticas de modelos do AR5. Ao término desta pesquisa espera-se embasar discussões a respeito da necessidade de atenção com relação à exploração do solo, recurso este fundamental para o desenvolvimento econômico e garantia no suprimento de alimentos e energia nas áreas de estudo, alinhada ao projeto temático. (AU)