Busca avançada
Ano de início
Entree

Atuação dos movimentos sociais em Portugal e o uso dos meios de comunicação: possibilidades e desafios da regulação da comunicação

Processo: 19/12815-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 02 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 01 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Comunicação
Pesquisador responsável:Caroline Kraus Luvizotto
Beneficiário:Ana Carolina Trindade
Supervisor no Exterior: Isabel Ferin Cunha
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidade Nova de Lisboa, Portugal  
Vinculado à bolsa:18/17825-6 - O potencial das fanpages dos movimentos sociais em prol da democratização da comunicação: um estudo sobre a comunicação online do Intervozes e fórum nacional pela democratização da comunicação, BP.MS
Assunto(s):Participação política   Movimentos sociais   Portugal

Resumo

Desenvolvida e amparada por lei, a democratização da comunicação e o modelo da Regulação da Comunicação em Portugal pode ser um exemplo para a sociedade brasileira. Portugal possui entidades reguladoras que colaboram para a independência e qualidade dos meios de comunicação e este cenário nos leva a questionar como foi o processo da regulação da comunicação naquele país e como isso influencia na atuação dos movimentos sociais portugueses. Neste sentido, este estudo pretende refletir como a regulação da comunicação favorece a atuação dos movimentos sociais. Especificamente, espera-se compreender o processo histórico da regulação da comunicação em Portugal e analisar a atuação dos movimentos sociais portugueses e o uso que fazem dos meios de comunicação, especialmente da internet. Propomos analisar, como estudo de caso, dois movimentos sociais com ressonância em Portugal e ambos serão escolhidos a partir da avaliação feita em conjunto com a supervisora deste projeto naquele país. O estudo será desenvolvido junto ao Instituto de Comunicação da NOVA (ICNOVA), localizado na Universidade Nova de Lisboa. Utilizaremos a metodologia qualitativa, pois ela possibilitará ampliar a contribuição dos pesquisadores do ICNOVA para a construção do referencial teórico, para a composição da pesquisa exploratória e para a realização do grupo focal e das entrevistas propostas na pesquisa analítica. Acreditamos trazer importantes contribuições ao projeto de pesquisa desenvolvido no Brasil, qual seja "O potencial das fanpages dos movimentos sociais em prol da democratização da comunicação: Um estudo sobre a comunicação online do Intervozes e Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação", bem como novas perspectivas para a ampliação da democracia brasileira, para o tema da comunicação e para os movimentos sociais contemporâneos.