Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de RNAs longos não-codificadores em pacientes pediátricos naturalmente infectados pelo vírus Chikungunya

Processo: 19/13542-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Flavia Lombardi Lopes
Beneficiário:Juliana de Souza Felix
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária (FMVA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Epigênese genética   Febre de Chikungunya   Vírus Chikungunya   RNA longo não codificante

Resumo

A febre chikungunya é uma arbovirose, causada pelo vírus Chikungunya e transmitida por mosquitos do gênero Aedes, principalmente o Aedes aegypti, uma espécie com comportamento antropofílico e cosmopolita. O Brasil apresenta diversos fatores que o predispõe à ocorrência de grandes epidemias, considerando a ampla difusão do vetor por todo o território brasileiro, favorecida pelo clima tropical. Estudos publicados demonstram a ocorrência de manifestações neurológicas em casos pediátricos, desde convulsões febris até síndrome meníngea, encefalopatia aguda e encefalite. Processos epigenéticos atuam intensamente no controle da expressão gênica, garantindo sua regulação temporal e tecidual. Os RNAs longos não-codificadores (lncRNA) fazem parte de importantes mecanismos epigenéticos envolvidos em diversas funções celulares, atuando no recrutamento de reguladores transcricionais; estabilizando RNAs mensageiros através do recrutamento de proteínas, prevenindo a degradação; dentre outras funções. Este trabalho tem como objetivo identificar lncRNAs conhecidos e buscar potenciais lncRNAs ainda não anotados, que estejam diferencialmente expressos entre a fase aguda e a convalescência em dados de sequenciamento previamente obtidos a partir de amostras de sangue total de pacientes pediátricos.