Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de sistemas catalíticos interfaciais para reações orgânicas baseados em agregados de sais complexos decorados com nanopartículas metálicas

Processo: 19/07899-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 30 de junho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Watson Loh
Beneficiário:Eduardo Hillmann Wanderlind
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/25406-5 - Organizando a matéria: colóides formados por associação de surfactantes, polímeros e nanopartículas, AP.TEM

Resumo

Considerando a necessidade de obtenção de compostos de valor agregado através de processos melhorados e ambientalmente corretos, a presente proposta tem por objetivo o desenvolvimento de sistemas catalíticos interfaciais para aplicação em diferentes reações orgânicas. Serão obtidas partículas do tipo core-shell em meio aquoso a partir de sais complexos de dodeciltrimetilamônio e o copolímero em bloco poli(acrilamida)-b-poli(ácido acrílico), PAAm-b-PAA, que apresentam uma região central densamente ocupada pelo bloco ionizado do copolímero e micelas do surfactante, rodeada por uma região dispersa contendo o bloco neutro e hidrofílico do copolímero. Tais partículas serão decoradas com nanopartículas de ouro, prata e paládio, as quais serão utilizadas simultaneamente como estabilizantes de emulsões óleo-em-água e catalisadores interfaciais, devido à presença das nanopartículas. Os sistemas serão utilizados para reações de oxidação aeróbica de álcoois, aminação redutiva de compostos carbonilados, e acoplamento cruzado carbono-carbono Heck-Mizoroki. Dependendo da escolha dos reagentes, a utilização de sistemas catalíticos interfaciais é extremamente vantajosa no sentido de permitir a fácil separação dos reagentes e produtos ao término da reação. Além disso, os sistemas propostos são majoritariamente aquosos e devem ser aplicados em condições experimentais brandas, de maneira que vão de encontro ao interesse científico atual no desenvolvimento de processos catalíticos altamente eficientes e seletivos através de sistemas simples, de baixo custo, seguros e ambientalmente corretos.