Busca avançada
Ano de início
Entree

A morfologia da carapaça e dos pseudópodes influência a velocidade de amebas tecadas

Processo: 18/25276-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Daniel José Galafasse Lahr
Beneficiário:Luise Sanches Kulessa
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Morfologia animal   Movimento celular   Exoesqueleto   Amebíase   Pseudópodes

Resumo

A motilidade celular está presente em diversas áreas da biologia, seu estudo possui como um dos principais modelos a ameba. Este projeto tem como objetivo analisar o movimento de duas espécies de amebas tecadas da linhagem Arcellinida - Arcella intermedia, Cyclopyxis lobostoma. Serão considerados fatores como morfologia da carapaça e de sua abertura, além do número e estrutura dos pseudópodes. Esses fatores serão medidos para as duas espécies em estudo. Os organismos serão submetidos a dois tipos de testes, de forma que seja possível observar movimentação voluntária e motivada pela presença de alimento no meio. A obtenção de imagens da movimentação das diferentes amebas possibilitará a elaboração de vídeos e medição de velocidade dos organismos. Os dados serão comparados de forma a se estabelecer uma relação entre as características morfológicas da carapaça e dos pseudópodes e a velocidade ameboide. Tais informações apresentam grande relevância quando consideramos o entendimento do processo de movimentação celular, seja de células humanas do sistema imune, de células tumorais ou de organismos unicelulares.