Busca avançada
Ano de início
Entree

Pesquisa participativa reconectando diversidade: democracia de saberes para sustentabilidade e saúde

Processo: 19/12804-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2020
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Leandro Luiz Giatti
Beneficiário:Leandro Luiz Giatti
Anfitrião: Jutta Gertrud Anna Gutberlet
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Victoria (UVic), Canadá  
Vinculado ao auxílio:15/03804-9 - Governança ambiental da macrometrópole paulista face à variabilidade climática, AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Promoção da saúde   Transdisciplinaridade   Governança ambiental

Resumo

Além da produção hegemônica de conhecimento há uma grande diversidade de saberes associados diretamente à resolução de problemas. Esses saberes diversos são legitimados pelo cotidiano e pela interação com adversidades e escassez, bem como pela sua importância fundamental na determinação causal de problemas associados à saúde, ambiente e sustentabilidade. Nesse sentido, há uma expectativa para que uma ecologia de saberes contribua com a fertilização e democratização do conhecimento ao dialogar com os complexos fenômenos contemporâneos. Pesquisas participativas podem dinamizar interações e inovações por meio da co-criação de saberes colaborativos, híbridos e aplicáveis. Essa perspectiva de aprendizagem social é positiva para superar as rupturas entre as formas de apropriação do conhecimento hegemônico e a respectiva marginalização do senso comum e dos saberes tradicionais. A ruptura, nesse sentido, é compreendida como exclusão cognitiva, corroborada pela ausência de relações dialógicas entre atores sociais que se diferenciam pelo domínio de conhecimento e poder. Este projeto se dedica a estudar processos de pesquisa participativa para identificar acoplamentos e interações entre saberes de atores sociais em distintos níveis organizacionais e distintos setores e áreas de conhecimento. O método proposto é de uma meta-pesquisa sobre experiências preliminares de pesquisa participativa do proponente e do laboratório CBRL (´Community-based Research Laboratory´), coordenado pela professora titular Jutta Gutberlet na Universidade de Victoria/Canadá. Os resultados esperados são: colaboração internacional e publicações científicas sobre inovação em análise do potencial de pesquisa participativa, contribuições para o andamento de um projeto temático dedicado à governança ambiental da Macrometrópole Paulista, Brasil, ampliação de rede de cooperação internacional e aquisição de novos conhecimentos sobre as interações universidade-comunidade-políticas públicas com relação a sustentabilidade e promoção da saúde em distintas escalas territoriais.