Busca avançada
Ano de início
Entree

Doxiciclina (SDD) como um potencial medicamento para ratas osteopênicas submetidas a implantes femorais

Processo: 19/06628-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Vinícius Pedrazzi
Beneficiário:Bruna Scaf
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Implantodontia   Osteoporose   Doxiciclina   Próteses e implantes

Resumo

Fundamento: A perda do elemento dentário ainda é um fato muito comum, e pode ser decorrente de traumas ou doenças ósseas. O restabelecimento do órgão dental por meio de implantes é algo explorado há muito tempo pela literatura, porém o grande desafio deste tipo de abordagem clinica é a sua indicação em ossos acometidos pela osteoporose. Sabe-se que quando indicado o tratamento com implantes em pacientes com osteoporose estabelecida, é esperado um tempo pós-operatório mais longo e que existe uma correlação entre a osteoporose presente e traumas mandibulares/maxilares decorrentes da cirurgia de colocação do implante. Objetivo: Este projeto objetiva comparar o uso da doxiciclina em ratas Wistar, em doses subantimicrobianas (SDD), que é um conhecido agente quelante de metais divalentes (Cálcio, por exemplo) e um medicamento com conhecida deposição óssea, o alendronato de sódio, que é o medicamento padrão para tratamento de osteoporose. No tratamento de reabilitação por implantes. Materiais e Métodos: Para tanto, no presente projeto serão utilizadas 42 ratas Wistar que serão divididas em 6 grupos (n=7), sendo os grupos definidos da seguinte maneira: C - Controle; CDOX - Controle exposto à doxiciclina 30 mg/kg/dia; CAL - Controle exposto ao alendronato de sódio 0,7 mg/kg/semana; OVX - Controle Ovariectomizado; OVXDOX - Ovariectomizado exposto à doxiciclina 30 mg/kg/dia; OVXAL - Ovariectomizado exposto ao alendronato de sódio 0,7 mg/kg/semana. As ratas, com cerca de 80 dias de idade, passarão pelo procedimento de indução de osteopenia por 90 dias. Após este período, as ratas serão submetidas ao tratamento com doxiciclina na dose de 30 mg/kg/dia ou alendronato de sódio na dose de 0,7 mg/kg/semana, ambos por 60 dias. Após 30 dias do início do tratamento medicamentoso, todos os animais serão submetidos à colocação de implante nos ossos femurais. Decorridos os outros 30 dias do medicamento, será induzida a morte. As amostras dos fêmures direitos serão submetidas às análises histológicas e histomorfométrica da interface osso-implante e análise imuno-histoquímica por TRAP; enquanto que os fêmures esquerdos serão submetidos ao teste biomecânico de push-out. Também será realizado o isolamento das células mesenquimais a partir dos fêmures que serão diferenciadas em osteoblastos para análise do metabolismo celular. As tíbias direitas e esquerdas serão extirpadas para análise por microscopia eletrônica de varredura com energy dispersive X-ray spectroscopy (EDS), densitometria óssea, DNA Checkerboard, PCR real time e teste de flexão de 3 pontos. Adicionalmente, no momento da indução da morte, o sangue total será retirado para obtenção do soro total que será usado para análise mineral por espectrômetro de absorção atômica para visualização da quantidade de cálcio circulante e titânio. Análise estatística: Os resultados deste projeto serão submetidos ao teste estatístico de modelo linear multivariado.