Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação neurofisiológica de pacientes com tumor cerebral através da estimulação magnética transcraniana

Processo: 19/14687-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Iuri Santana Neville Ribeiro
Beneficiário:Alexandra Gomes dos Santos
Instituição-sede: Instituto do Câncer do Estado de São Paulo Octavio Frias de Oliveira (ICESP). Coordenadoria de Serviços de Saúde (CSS). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Neurofisiologia   Neurocirurgia   Estimulação magnética transcraniana   Neoplasias cerebrais

Resumo

A Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) é um método de estimulação encefálica não-invasiva que se baseia no princípio da indução eletromagnética. O campo magnético variável gera secundariamente um campo elétrico, o qual é capaz de induzir mudanças no potencial de ação transmembrana nos neurônios, deflagrando despolarização (potenciais de ação). Exemplos de aplicação deste conceito são as técnicas de mapeamento de lesões neoplásicas em região de córtex motor eloquente. A navegação com EMT (nEMT) tem como objetivo estudar a neurofisiologia do córtex adjacente ao tumor, de maneira a delinear os limites de secção da lesão, buscando comprometer o mínimo de funcionalidade motora do paciente. Ressecções assim norteadas não foram associadas com um novo déficit motor significante e pacientes mapeados com tal ferramenta se beneficiaram de uma sobrevida maior. Outro objetivo da nEMT é o de estudar as medidas de excitabilidade cortical, e a verificação de seus valores prognósticos. Nosso objetivo é comparar a excitabilidade cortical do hemisfério cerebral acometido por neoplasia (hemisfério doente) com o hemisfério contralateral (hemisfério sadio) através das seguintes medidas obtidas com EMT: Limiar motor de repouso, Inibição intracortical de intervalo curto, Facilitação intracortical, Potencial Evocado Motor supralimiar e Razão inter-hemisférica do limiar motor de repouso. Este é um estudo observacional, coorte, prospectivo que incluirá 40 pacientes com neoplasia do encéfalo acompanhados no ICESP no serviço de Neurocirurgia consecutivamente direcionados para microcirurgia para ressecção de tumor intracraniano. Os critérios de inclusão são: idade entre 18 e 80 anos e presença de neoplasia localizada no lobo frontal e/ou região peri-rolândica. Os critérios de exclusão são hipertensão intracraniana descompensada, epilepsia não-controlada, tetraplegia, lesões encefálicas múltiplas, contraindicações formais à EMT, recusa em assinar o TCLE ou em participar de alguma das etapas do estudo. O estudo foi aprovado pelo Núcleo de Pesquisas do ICESP e pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Medicina da USP. Aos participantes será aplicado o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Os seguintes dados serão coletados: idade; gênero; peso; estatura; índice de massa corpórea; Karnofski Performance Scale (KPS); Eastern Cooperative Oncology Group (ECOG) Performance Scale; diagnóstico anátomo-patológico (categorizados em: gliomas de baixo grau, gliomas de alto grau, metástases etc, e grau do tumor segundo a Organização Mundial de Saúde); avaliação imagenológica pré-operatória (localização e dimensões do tumor, sinais de hipertensão intracraniana, profundidade, envolvimento de área motora primária, grau de edema vasogênico) e pós-operatória (grau de ressecção do tumor, presença de hematoma no leito cirúrgico ou eventos isquêmicos encefálicos); uso de medicações; American Society of Anesthesiologists (ASA) Physical Status Classification; número de craniotomias (primeira cirurgia ou reoperação); dados da anestesia (geral ou com o paciente acordado); radioterapia prévia; complicações decorrentes da cirurgia e desfechos clínicos. Para a avaliação neurofisiológica através da EMT utilizaremos o modelo MagPro X100 High Performance (MagVenture A/S, Dinamarca). Serão aplicados pulsos simples para aferição do limiar motor de repouso (LM) e obtenção de potencial evocado motor (PEM). Os pulsos pareados serão utilizados para aferição de outros parâmetros da excitabilidade do córtex motor. O estudo será dividido em 3 tempos: tempo 1: Avaliação Pré operatória (15 dias antes da cirurgia), tempo 2: Avaliação pós-operatória precoce (entre o 15° e o 30° dia pós-operatório), tempo 3: Avaliação pós-operatória tardia (90 dias após a cirurgia). As análises estatísticas serão feitas através do Statistical Package IBM SPSS, versão 21 (IBM, Armonk, NY, USA).