Busca avançada
Ano de início
Entree

Acesso à internet nas unidades federativas brasileiras relacionado a índices epidemiológicos dos tipos de câncer de mama e de colo de útero em mulheres

Processo: 19/11780-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Medicina Preventiva
Pesquisador responsável:Francisco Winter dos Santos Figueiredo
Beneficiário:Felipe Marsiglia Faustino Saporito
Instituição-sede: Centro Universitário Saúde ABC. Fundação do ABC. Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Oncologia   Saúde pública   Neoplasias mamárias   Neoplasias do colo uterino   Acesso aos serviços de saúde   Desigualdade de renda   Portal (internet)   Acesso à informação   Fatores epidemiológicos   Regressão linear

Resumo

Os cânceres de mama e colo de útero tem alta incidência e quando o diagnóstico é precoce existe maior chance de cura. O acesso a informações está relacionado à procura pelos serviços de saúde desde quando a doença ainda não se manifesta. No Brasil, as disparidades socioeconômicas estão relacionadas tanto a esses tipos de câncer quanto ao acesso a informações por meio da internet. Objetivo: analisar a relação entre desigualdade de renda, acesso à internet e indicadores epidemiológicos dos cânceres de colo de útero e mama em mulheres nas unidades federativas do Brasil. Métodos: Estudo ecológico com dados de 2000 e 2010 referentes a desigualdade de renda entre mulheres e indicadores epidemiológicos dos cânceres de colo de útero e mama nas unidades federativas brasileiras. Serão coletados dados das seguintes bases: Institute for Health Metrics and Evaluation; Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento; Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde e; Projeto de Avaliação do Desempenho do Sistema de Saúde. Serão estudados os indicadores epidemiológicos dos cânceres de mama e do colo do útero, desigualdade de renda entre mulheres, acesso à internet e outras variáveis relacionadas aos fatores de risco, indicadores socioeconômicos e acesso aos serviços de saúde. Para avaliar a aderência dos dados quantitativos a distribuição normal, será utilizado o teste de Shapiro-Wilk. Regressão linear será realizada entre os indicadores epidemiológicos, acesso à internet e os indicadores de desigualdade de renda para mulheres, pela estratégia stepwise backward para seleção das variáveis para composição dos modelos.