Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da distribuição do elemento de transposição SM1-alpha no genoma do parasita Schistosoma mansoni

Processo: 19/16992-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Ricardo de Marco
Beneficiário:João Paulo Cassucci dos Santos
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia computacional   Genomas   Transcrição genética   Elementos de DNA transponíveis   Schistosoma mansoni

Resumo

O objetivo deste projeto é realizar uma análise da distribuição do elemento de transposição Sm1-alpha e avaliar seu impacto na evolução do genoma do parasita Schistosoma mansoni. Elementos de transposição (transposons) possuem a capacidade de replicação dentro dos genomas de seus hospedeiros e já foi demonstrado que possuem grande influência na evolução de genes e genomas. Os elementos Sm1-alpha possuem um grande número de cópias no genoma do Schistosoma mansoni, podendo contribuir consideravelmente em relação a estrutura gênica do parasito. Resultados preliminares nos mostram que os elementos de transposição tendem a ser encontrados em maiores números nas extremidades dos seus cromossomos. Além disso, análises das distâncias entre elementos vizinhos indicam a presença de configurações multiméricas destes transposons. Pretendemos avaliar se existe alguma influência dos níveis de transcrição dos genes no direcionamento da inserção destes elementos, visto que regiões de alta expressão tendem a possuir cromatina mais desempacotada, o que pode favorecer a inserção de elementos. Além disso, iremos avaliar o numero de copias deste elemento em outras espécies do gênero Schistosoma para avaliar se o alto número de cópias deste elemento deve-se a uma expansão recente.