Busca avançada
Ano de início
Entree

Relaxação estrutural de vidros metassilicato de chumbo e dissilicato de lítio

Processo: 19/15108-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Edgar Dutra Zanotto
Beneficiário:Ricardo Felipe Lancelotti
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07793-6 - CEPIV - Centro de Ensino, Pesquisa e Inovação em Vidros, AP.CEPID
Assunto(s):Dissilicato de lítio   Vidro   Relaxação estrutural

Resumo

Os vidros são termodinamicamente instáveis e relaxam espontaneamente em direção ao líquido super-resfriado (LSR). O tempo de relaxação varia de segundos em temperaturas acima da transição vítrea até tempos geológicos para temperaturas bem abaixo. A relaxação estrutural é um processo constante e espontâneo, que depende da temperatura de estudo e da composição química dos vidros. A relaxação ocorre porque o sistema instável tende a diminuir a energia interna em direção ao estado metaestável do LSR, que mais tarde se cristalizará. Durante a mudança estrutural as propriedades desses materiais também mudam, o que permite acompanhar o processo através de medidas de alguma propriedade. A diferença no valor final da propriedade em relação ao estado inicial aumenta conforme a temperatura se afasta da transição vítrea. Neste projeto, as propriedades analisadas serão o índice de refração, a temperatura de transição vítrea, e a viscosidade dos vidros metassilicato de chumbo e dissilicato de lítio. Esperamos que os resultados nos permitam analisar se a relaxação de alguma dessas propriedades é mais dependente da viscosidade isoestrutural ou da equilíbrio. Além disso, analisaremos se os modelos de Kohlrausch e MAP são capazes de descrever os dados experimentais conforme a temperatura se afasta da transição vítrea. Este projeto representa uma significativa extensão e refinamento da análise dos dados obtidos durante a iniciação científica (FAPESP 2015/20681-8) e deverá possibilitar um avanço no entendimento da relaxação estrutural.