Busca avançada
Ano de início
Entree

O uso do peptídeo natriurético tipo-C no cultivo in vitro de embriões bovinos altera as características in vitro e in vivo de sua criotolerância?

Processo: 19/10732-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Marcelo Fábio Gouveia Nogueira
Beneficiário:Camila Bortoliero Costa Giovannetti
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Assunto(s):Biotecnologia   Técnicas de reprodução assistida   Bovinos   Vitrificação   Criopreservação animal   Peptídeo natriurético tipo C   Blastocisto

Resumo

A produção in vitro de embriões bovinos avança tecnologicamente, a cada ano. No entanto, a criopreservação desses embriões não é condizente com as melhorias gerais da técnica. Um dos principais fatores relacionados com as baixas taxas de sobrevivência pós-criopreservação é o conteúdo e o perfil lipídico diferentes nos embriões Produzidos In Vitro (PIV). Estes estão presentes em forma de gotículas lipídicas no citoplasma e na membrana celular dos embriões. Dessa forma, algumas tentativas de adição e remoção de moléculas, no meio de Cultivo In Vitro (CIV), já foram testadas com o objetivo de reduzir ou alterar o conteúdo lipídico, o que resultou em melhorias após o aquecimento dos embriões submetidos à criopreservação. Embora a utilização do peptídeo natriurético do tipo-C (CNP) - um modulador das concentrações de AMPc e GMPc intracelular - já tenha sido descrita na maturação ou na pré-maturação in vitro, o seu uso na modulação do perfil lipídico das células embrionárias no CIV de embriões bovinos ainda é incipiente. O objetivo, com este projeto de pesquisa, é elucidar a interação do CNP com embriões bovinos e, principalmente, o seu efeito potencial na alteração do perfil e conteúdo lipídico da célula embrionária e os efeitos in vitro e in vivo em sua criotolerância. Sendo assim, embriões serão produzidos in vitro e derivados de ovários de abatedouro. Eles serão submetidos a duas concentrações de CNP (CNP-100 e CNP-C; 100 nM e concentração a ser estabelecida) no dia 5 do CIV. Para a análise do conteúdo e do perfil lipídico, os embriões serão submetidos a técnica de Sudan Black-B e MRM-profiling. Para caracterizar a competência dos embriões produzidos, serão analisadas a abundância de alguns transcritos relacionados com o metabolismo energético e lipídico, a qualidade embrionária e a via de ação do CNP. No experimento I, será realizada a imunolocalização de prováveis receptores para o CNP (por exemplo, o NPR-2) na membrana celular de mórulas e blastocistos. A concentração de CNP que for mais promissora será utilizada nos experimentos II e III. Para avaliar a criotolerância (experimento II), embriões PIV serão tratados com CNP e submetidos à criopreservação por duas técnicas: método da curva lenta e vitrificação. Posteriormente ao seu aquecimento, serão avaliadas as taxas de re-expansão e de eclosão dos embriões. No experimento III, embriões PIV (derivados de oócitos coletados por OPU) serão separados em quatro grupos (fatorial 2 x 2; transferência à fresco ou submetido à criopreservação, e com ou sem a suplementação de CNP no CIV) para a transferência em receptora e avaliação do potencial de gestação. Com este projeto de pesquisa, é esperada uma maior compreensão da ação e da influência que a suplementação do CNP produz no perfil e conteúdo lipídico de embriões bovinos PIV e, consequentemente, em sua criotolerância e capacidade em estabelecer gestação. (AU)