Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel da maquinaria ESCRT no reparo de membrana e morte celular induzido por Leishmania spp

Processo: 19/15323-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Dario Simões Zamboni
Beneficiário:Renan Villanova Homem de Carvalho
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Leishmania   Macrófagos   Inflamassomos   Imunidade inata   Morte celular   Piroptose

Resumo

Leishmania spp. são os agentes etiológicos da Leishmaniose, uma doença que afeta milhões de pessoas em todo o Mundo. Vários estudos já demonstraram que estes parasitos são capazes de ativar receptors de reconhecimento padrão (PRRs, em inglês), como os do tipo toll (TLRs) e do tipo Nod (NLRs). Neste caso, a ativação do inflamassoma de NLRP3 por Leishmania spp. foi demonstrada por vários grupos, sendo crítica no desenvolvimento da doença. Entretanto, os mecanismos que regulam a ativação deste receptor ainda são desconhecidos. A ativação de NLRP3 resulta em processamento de citocinas, inflamação, e, eventualmente, em uma forma lítica de morte cellular inflamatória, denominada piroptose. Apesar da vasta literatura demonstrando piroptose frente à infecções bacterianas, ainda não se sabe se a infecção por Leishmania é capaz de induzir este processo. Portanto, este projeto visa avaliar a possível indução de piroptose por Leishmania em macrófagos, assim como os mecanismos reguladores deste tipo de morte celular no contexto desta infecção, como por exemplo, a manipulação de proteínas pertecentes ao complex ESCRT, o qual foi demonstrado como tendo importante papel contra a piroptose. A investigação deste processo nos permitirá avançar quanto ao conhecimento da resposta immune contra Leishmania, assim como a relação patógeno-hospedeiro, possibilitando o descobrimento de importantes alvos para tratamento da doença.