Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização e certificação dos espécimes tipos das coleções científicas de macroalgas marinhas da costa brasileira por meio de barcoding multigênico

Processo: 19/16956-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Taxonomia Vegetal
Pesquisador responsável:Mutue Toyota Fujii
Beneficiário:Gahun Boo
Instituição-sede: Instituto de Botânica. Secretaria do Meio Ambiente (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/50341-0 - Desafios para conservação da biodiversidade frente às mudanças climáticas, poluição e uso e ocupação do solo (PDIP), AP.PDIP
Assunto(s):Filogenia   Macroalgas   Código de barras de DNA taxonômico   Zona costeira   Brasil

Resumo

Recentes progressos nas metodologias sistemáticas moleculares têm resolvido muitas questões taxonômicas, especialmente das algas marinhas que apresentam longa história, mas morfologicamente simples. Entretanto, nossos conhecimentos taxonômicos sobre o grupo como um todo permanece incompleto, visto que alguns táxons e muitas regiões nunca foram investigados. Com base na minha expertise em sequenciamento de DNA de vários grupos de algas vermelhas e pardas, proponho um projeto, viável em um ano, com o objetivo de estabelecer o barcoding multigênico dos espécimes tipo e das coleções científicas de macroalgas da costa brasileira. Eu desenvolverei um estudo de barcoding multigênico incluindo a parte conservada do gene rbcL e cox1 dos espécimes tipo e das coleções científicas do herbário SP e outros que hospedam espécimes-chave. Sequências de barcoding multigênicas serão obtidas usando a tecnologia High-Throughput Sequencing. Sequências multigênicas de material tipo, assim como as de coleções de herbários e de espécimes frescos (novamente coletados), incluindo topotipos, serão usados para construir um sistema de classificação filogenética, com base em evidências objetivas para aplicação de nomes corretos para os espécimes brasileiros. É muito provável que descreveremos espécies novas ou gêneros novos seguindo as regras do código de nomenclatura. Intervalos geográficos de espécies morfologicamente variáveis serão estabelecidos com base em evidência molecular. Além disso, evidências moleculares para continuidade ou descontinuidade genética entre os espécimes do Nordeste e Sudeste do Brasil e arredores permitirão melhor entendimento sobre a diversidade de espécies, eventos de especiação e espécies crípticas com amplas implicações evolutivas e ecológicas em todo o mundo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BOO, GA HUN; CHO, TAE OH; SHERWOOD, ALISON R.; BOO, SUNG MIN; FUJII, MUTUE TOYOTA. Discovery of Wilsonosiphonia fujiae (Rhodomelaceae, Rhodophyta) from the Maldives Islands and transfer of Polysiphonia rhizoidea from Hawai'i to Wilsonosiphonia. PHYTOTAXA, v. 451, n. 1, p. 63-72, JUL 1 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.