Busca avançada
Ano de início
Entree

Fotografias e trajetórias: Claudia Andujar, Lux Vidal e Maureen Bisilliat

Processo: 19/19680-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Etnologia Indígena
Pesquisador responsável:Sylvia Caiuby Novaes
Beneficiário:Mateus Bravin Constant Lopes
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/21140-9 - Fotografias e trajetórias: Claudia Andujar, Lux Vidal e Maureen Bisilliat, AP.R
Assunto(s):Antropologia compartilhada   Antropologia visual   Memória cultural   Fotografia   Fotografias

Resumo

O objetivo do projeto é uma antropologia compartilhada com Claudia Andujar, Lux Vidal e Maureen Bisilliat, que permita investigar suas trajetórias a partir de suas fotografias. Partindo das inúmeras afinidades entre elas, pretende-se colocar em diálogo suas produções fotográficas para entender formas de produção de conhecimento sobre diferentes aspectos das realidades indígenas fotografadas: o cotidiano numa aldeia indígena, a pintura corporal, padrões estéticos, xamanismo, o contato e suas consequências, dentre tantos outros. Como desdobramentos desse projeto pretende-se abordar a relação entre fotografia e memória, pensada como criação e mesmo invenção, que embaralha temporalidades e lembra as atividades do bricoleur, que cria colando restos de lembranças. Fotografias são dispositivos que permitem pensar trajetórias ultrapassando as dicotomias entre subjetivo e objetivo, fato e memória, principalmente em uma antropologia compartilhada, em que a experiência pode ser traduzida em narrativa. Outros projetos, centrados em diferentes aspectos da produção fotográfica de Claudia, Lux e Maureen são aqui brevemente apresentados. Kelly Koide em sua proposta de pós doc tem como objetivo pesquisar as influências artísticas e o contexto cultural do período de formação de Claudia e Maureen, sobretudo nos EUA nos anos 1940-1950, assim como a caracterização do contexto sociocultural e político do período em que estas artistas chegaram ao Brasil e deram início a suas produções fotográficas, com especial atenção para as relações entre a fotografia e a arte contemporânea brasileira. A pesquisa de IC proposta por Laila Zilber Kontic busca analisar a relação entre Claudia Andujar e os índios Yanomami, a partir das fotografias dos rituais xamânicos. Essas fotografias têm características estéticas que possibilitam a apreensão da complexidade dos valores e crenças Yanomami, por sua vez indissociáveis do xamanismo. Também com pedido de IC, a pesquisa de Mariana Flora Baumgaertner visa pesquisar e documentar cerca de 360 desenhos figurativos, coletados por Lux Vidal em sua pesquisa entre os Kayapó-Xikrin. A proposta é pesquisar o contexto de produção dos desenhos, como eles estão inseridos em uma certa estética xikrin e como se relacionam com outros suportes visuais. Para tanto, será necessário discutir as noções de beleza, corpo e imagem, relacionando-as ao contexto dos acervos institucionais e à produção da própria Lux Vidal. Fabiana Bruno, pesquisadora associada a este projeto, investe na proposta de investigação antropológica da produção fotográfica de Claudia Andujar, Lux Vidal e Maureen Bisilliat como oportunidade de contribuir para uma reflexão acerca da "sobrevivência das imagens" (Warburg 2010) numa construção compartilhada com as autoras, que viveram o mesmo tempo histórico e dedicaram-se, cada uma a seu modo, a "registrar" e "fazer resistir" sociedades indígenas no país. Este projeto incorpora igualmente pesquisas mais voltadas ao aspecto técnico da fotografia. Isabella Finholdt propõe pesquisa de IC voltada a pesquisar, por um viés fotográfico no campo da reprodução de imagens, os negativos, positivos e cópias fotográficas realizados pela antropóloga Lux Vidal. Finalmente, o projeto do pesquisador associado, João Luis Musa busca pesquisar, refletir e decidir sobre as transcrições e as operações que ocorrem na linguagem das imagens de acervos fotográficos analógicos quando refeitos pelos meios digitais contemporâneos; decidir por uma tradução entre esses dois meios de diferentes tecnologias que transformam a informação original e esclarecer os princípios adotados. Qual a melhor forma de reproduzir, digitalizar e transcrever coerentemente um acervo fotográfico e de torná-lo acessível por meio de reproduções digitais profissionais e impressões/cópias em padrão ISO.