Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da incorporação de quitosana e nanodiamantes em cimento de ionômero de vidro

Processo: 19/08988-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Paulo Henrique dos Santos
Beneficiário:Murilo Henrique Torres da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Materiais dentários   Estabilidade de cor   Quitosana   Nanodiamantes   Fluorescência   Rugosidade superficial   Microdureza   Cimentos de ionômeros de vidro   Espectrofotômetros   Microscopia eletrônica de varredura

Resumo

O objetivo deste trabalho será avaliar a influência da incorporação de quitosana e nanodiamantes na estabilidade cromática, fluorescência, rugosidade superficial e microdureza de cimentos de ionômero de vidro. Quarenta amostras de cimento de ionômero de vidro serão confeccionadas, divididos em 4 grupos experimentais, de acordo com a incorporação de quitosana e nanodiamantes inseridos no cimento ionomérico Fuji II: Grupo 1 (controle): não será realizado nenhuma incorporação no cimento ionomérico; Grupo 2: incorporação de 10% de quitosana; Grupo 3: incorporação de 10% de nanodiamantes; Grupo 4: incorporação de 5% de quitosa e 5% de nanodiamantes (n=10). Os valores da estabilidade cromática, intensidade de fluorescência, rugosidade superfical e microdureza serão mensurados respectivamente pelos equipamentos espectrofotômetro de reflexão ultravioleta visível (Shimadzu); espectrofotômetro de fluorescência (Shimadzu); rugosímetro SJ-401 (Mitutoyo) e microdurômetro HMV-2000 (Shimadzu). Após as leituras iniciais, as amostras serão armazenadas individualmente em vinho tinto por 28 dias. Os dados obtidos das análises a serem realizadas serão submetidos a testes estatísticos de normalidade e testes específicos para verificação da significância entre as médias. Amostras representativas de todos os grupos experimentais serão levadas à microscopia eletrônica de varredura (MEV) e espectroscopia de energia dispersiva (EDS).